Boa fase de Suarez garante tranquilidade para recuperação de Messi

Comentários()
Getty
Uruguaio liderou a equipe durante a semana decisiva e dissipou os questionamentos sobre sua capacidade de continuar no nível mais alto

Os rumores sobre a forma de Luis Suárez foram muito exagerados.

No início da atual temporada, para muitos, incluindo este escritor, pareceu que o uruguaio estava fora do ritmo, perseguindo sombras, enquanto lutava para eliminar os quilos em excesso que habitualmente adquire durante as pausas.

Porém, três apresentações no espaço de uma semana com a camisa do Barcelona - incluindo uma apresentação de gala no El Clásico para pôr fim ao desastroso reinado de Julen Lopetegui no Real Madrid - provaram que Suárez ainda é um dos melhores atacantes e do mundo.

Números do Barcelona na temporada 2018/19

Após as férias, o camisa 9 precisou de mais de 300 minutos em campo para quebrar o seu jejum de gol na temporada 201/19, antes de marcar dois na goleada de 8 a 2 sobre o Huesca. Depois, ficou um mês inteiro sem comemorar entre 15 de setembro e 20 de outubro.

Mesmo quando ele estava acertando no alvo, a sensação era de que os torcedores do Barça estavam vendo uma imitação pálida de seu herói atacante. No entanto, bastou a saída de Messi do campo por conta de lesão, que o uruguaio voltou a sua melhor forma.

Os torcedores foram presenteados com um festival de futebol de sete dias no Camp Nou, com vitórias contra o Sevilla, Inter e Real Madrid, que renderam 11 gols e dissiparam as dúvidas que cercaram os catalães após uma abertura morna na temporada.

Casemiro Real Madrid Luis Suarez Barcelona
Foto: Getty Images

Tendo sido tão dependente de Messi no início deste período, a lesão do argentino foi recebido com algo parecido com um clima apocalíptico em torno do clube. Porém, foi provado que pode haver vida sem Messi.

O ex-jogador do Liverpool marcou quatro gols e deu mais três, a resposta perfeita para aquelas dúvidas incômodas de que ele não tinha mais pernas para subir e se fazer contar na ausência de Messi.

A dupla brasileira Arthur e Philippe Coutinho também rejuvenesceram a tática do Barça com sua qualidade tranquila, garantindo um fornecimento estável de posse para o único atacante na formação de Ernesto Valverde.

Mais artigos abaixo
Lionel Messi Luis Suarez Barcelona
Foto: Getty Images

O ressurgimento de Suárez é um enorme impulso de curto prazo para a equipe. Após um início de temporada fraco, ele está novamente com fome de bola, disposto a furar as defesas que tiver pela frente.

Agora, se o uruguaio continuar com a incrível forma apresentada na última semana, a ausência de Messi será apenas um pouco mais tolerável para os líderes da Liga.
 

Próximo artigo:
“Ausência de Messi não é desculpa”, diz Suárez após derrota
Próximo artigo:
Resende 1x1 Flamengo: Dourado rouba a cena com golaço
Próximo artigo:
Guarani 2 x 1 Corinthians: Timão leva virada do time de Osmar Loss
Próximo artigo:
Exclusivo Goal: Morata é do Atlético de Madrid
Próximo artigo:
No Barcelona, De Jong terá multa rescisória de R$ 1,7 bilhão
Fechar