Notícias Placares ao vivo
Sporting

Benfica quer dois jogadores do Sporting, mas apenas um aceita negociar

04:15 BRT 12/06/2018
Bruno Fernandes Sporting Club
Bruno Fernandes e Gelson Martins rescindiram contrato com os leões e já foram procurados pelo arquirrival

O Benfica acompanha atentamente desde o início do mês as rescisões contratuais em massa no Sporting. Os encarnados têm interesse na contratação de dois jogadores em especial, sendo eles o meia Bruno Fernandes (na foto) e o atacante Gelson Martins, mas, segundo o Blog Ora Bolas apurou, apenas o primeiro vê com bons olhos a mudança para o arquirrival.

As primeiras conversas para trazer a dupla à Luz já foram iniciadas, tendo o próprio presidente Luís Filipe Vieira declarado publicamente o desejo de "fazer uma loucura" para atrapalhar ainda mais o ambiente conturbado nos leões.

"Vou fazer uma pequena loucura que se bobear não deveria fazer. Mas vou fazer. Não interessa se o presidente é o Bruno, se é o António ou o Joaquim. Há 25 anos brincaram conosco", disparou o mandatário, aos sócios benfiquistas, durante a última Assembleia Geral.

Por ter sido revelado no Sporting, Gelson Martins acredita que reforçar o Benfica seria uma espécie de "traição". Além disso, o jovem atacante de 23 anos está na mira de outros grande clubes da Europa, como Arsenal, Borussia Dortmund e Liverpool.

Já Bruno Fernandes, que iniciou a carreira no Boavista, clube do norte de Portugal, foi contratado pelos leões na temporada passada, depois de cinco anos no futebol italiano, onde defendeu Novara, Udinese e Sampdoria. Aos 23 anos, o meia aceita prosseguir a negociação com o Benfica, mas sabe também que está valorizado no mercado e deve receber mais ofertas. A Roma é uma das principais interessadas no jogador.

Gelson e Bruno, vale lembrar, estão neste momento com a seleção portuguesa na Copa do Mundo da Rússia, assim como os companheiros de equipe Rui Patrício e William Carvalho, dois dos outros atletas que rescindiram de forma unilateral (por justa causa) os vínculos no Sporting, com alegação de falta de segurança para trabalhar.