Notícias Jogos
Athletico PR

Athletico e Felipão esperam final da Libertadores para decidirem cargo em 2023

16:29 BRT 21/09/2022
Felipão Scolari, Athletico-PR, 2022
Veterano foi contratado para ser coordenador, mas tem bom desempenho como técnico. Permanência na função não é descartada pela cúpula

O Athletico-PR e Luiz Felipe Scolari ainda não se reuniram para decidir qual será o cargo do técnico na próxima temporada. Depois do sucesso em 2022 — a equipe é finalista da Libertadores e sexta colocada do Brasileiro —, não está descartada a permanência como treinador, como soube a GOAL.

O presidente Mário Celso Petraglia e o comandante decidirão a situação somente após a disputa da final da Copa Libertadores, marcada para 29 de outubro, diante do Flamengo, em Guayaquil. O clube não quer desviar o foco no CT do Caju antes da decisão.

A princípio, a contratação do veterano era para uma função diretiva — ele atuaria como coordenador inicialmente. A ideia era que estivesse no banco de reservas somente naquele momento, porque o Athletico-PR vivia momento conturbado na temporada — Fábio Carille foi demitido à época por uma sequência negativa no comando da equipe. Apesar do que foi tratado na ocasião, há a possibilidade de manutenção para o próximo ano.

O mandatário do clube conversará com Felipão e o CEO Alexandre Mattos após a decisão da Libertadores para discutir a situação da comissão técnica. O resultado do jogo não deve interferir na definição, como apurado pela reportagem. O trabalho do treinador tem bastante aceitação nos bastidores da Arena da Baixada.

Em que pese a indefinição, o próprio Felipão já avisou que pretende se aposentar como treinador para atuar em uma função diretiva no futebol: "Eu não sei como é a nova função. Tem uma série de coisas que eu tenho que aprender. Dificilmente eu vou continuar, porque se eu conseguir mais algum título com esse grupo, e nós vamos conseguir, tá na hora de terminar também. A família já está pedindo", disse.

"Vou fazer 74 anos, não é que seja pesado, mas isso deixa a gente cansado demais ali naquele banco brigando com esse pessoal. Acredito que 95% de chance vai terminar no fim do ano e a gente colocar alguém da nossa comissão como técnico", acrescentou.

Além do foco na Libertadores, há a questão envolvendo a ausência de Mário Celso Petraglia. O mandatário está afastado por questões de saúde e é o principal responsável por tomar decisões na Arena da Baixada.

Em 2022, o Athletico disputou 35 partidas sob o comando de Luiz Felipe Scolari, com 18 vitórias conquistadas, 12 empates e cinco derrotas — são considerados jogos de Copa do Brasil, Libertadores e Brasileirão. A equipe tem 62,85% de aproveitamento com o atual comandante. São 53 gols marcados e 33 sofridos no período.