Notícias Placares ao vivo
Cruzeiro

Atacante do Cruzeiro, Deivid fala sobre confusão envolvendo Dedé

19:45 BRST 20/11/2019
Deivid Cruzeiro 20 11 2019
O jogador negou sua presença na festa que terminou em briga entre jogadores e torcida organizada

Atacante do Cruzeiro, Deivid concedeu entrevista coletiva nesta quarta-feira (20) e precisou falar sobre a polêmica mais recente envolvendo o clube mineiro.

A conversa poderia ter se estendido sobre o jogo deste sábado (23), contra o Santos, pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro, mas o atacante precisou responder às perguntas sobre a confusão entre alguns jogadores da Raposa com membros de uma torcida organizada.

Acompanhe o melhor do futebol ao vivo ou quando quiser: assine o DAZN e ganhe um mês grátis para experimentar

Na madrugada desta quarta, Deivid, Dedé, Sassá, Robinho, Éderson e Ezequiel estiveram em uma festa na região da Pampulha. A comemoração teria terminado com a presença das polícias militar e civil.

Dedé, que teve o joelho operado em 23 de outubro, estaria, segundo publicação feita pela torcida organizada, dando “sarradas no ar” – ou seja: pulando, imitando a forma como o atacante Sassá comemora seus gols.

Deivid negou a sua presença na festa, que ele disse ter sido “de família”.

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Ontem ficamos sabendo que alguns jogadores estavam comemorando um aniversário em uma casa de eventos na Pampulha, juntamos 7 pessoas e fomos lá, chegamos por volta de 00:30 e entramos. Lá estavam Dedé, Sassá, David, Robinho, Ederson, Ezequiel e outros amigos, estavam todos bebendo e com suas esposas, Dedé pulava de cima do palco fazendo sarrada no ar mas diz que está operado. Quando eles perceberam a nossa presença vieram nervosos pra cima falando que estávamos estragando o momento deles, empurrando a gente e fazendo ameaças, a gente só questionava a situação do time lembrando que ninguém vai cair pra série B. O Dedé estava muito exaltado e agressivo, agrediu 3 de nossos amigos com empurrões, além de não parar de gritar. Nessa hora, as esposas que choravam e xingavam começaram a falar: "como que vocês querem que eles joguem se não estão nem recebendo?" A essa altura já estava todo mundo na rua, o som da festa já tinha parado, apareceram policiais civis armados e nos mandaram embora, logo após chegaram várias viaturas da polícia militar no local. Com todo respeito à alguns jogadores que sabemos que se doam em campo, sejam homens ou faremos um inferno a passagem de vocês por aqui.

Uma publicação compartilhada por ⭐️ Pavilhão Independente ⭐️ (@pavilhaoindependente) em 20 de Nov, 2019 às 9:01 PST

“Eu vi agora pela rede social, na hora do almoço, mas eu não estava. Não sei o que aconteceu lá. Se eu estivesse lá, eu falaria, até porque, pelo que sei, não foi em uma casa de festa, foi uma comemoração de casamento da esposa do Dedé, onde só tinha família. O que eu vi foi por rede social mesmo”, afirmou.

O Cruzeiro não quis comentar sobre o caso. A equipe tem 36 pontos, apenas um de vantagem em relação ao Fluminense, time que abre a zona de rebaixamento.