O futebol é para todos - Pogba, Messi e Ronaldo defendem a diversidade

Getty Images
As maiores estrelas do futebol se unem com jogadores amadores para promover inclusão, diversidade e acessibilidade na nova campanha #EqualGame da UEFA

Algumas das maiores estrelas do futebol juntaram forças com jogadores amadores de toda a Europa para apoiar o #EqualGame, a nova campanha de responsabilidade social da UEFA, que promove positivamente a inclusão, diversidade e acessibilidade no futebol.
 
Lionel Messi, Paul Pogba e Cristiano Ronaldo se juntaram para ajudar a promover a campanha antes da 1ª rodada da fase de grupos da UEFA Champions League.

"Enviará uma mensagem para todos que somos todos os mesmos no campo seja de onde quer que você venha", disse Pogba.

Ronaldo acrescentou que ele vê como sua "responsabilidade, como pessoa e jogador, tentar trazer a felicidade a tantas pessoas quanto puder, dentro e fora do campo".

Lionel Messi Cristiano Ronaldo
Crédito: Getty

Seus sentimentos foram compartilhados por Lionel Messi, que insistiu que "o futebol realmente é um jogo universal acessível a todos, independentemente da etnia, idade, gênero, orientação sexual e crenças religiosas".

O vídeo da UEFA também conta com Eddie Thomas, de 66 anos, que se recusou a abandonar o jogo apesar de uma série de lesões - Istvan Szabo, com deficiência visual e Zehra Badem, uma jovem jogadora de 17 anos, de Berlim.

Todos os meses, a UEFA estará promovendo um jogador amador de toda a Europa, que deverá mostrar que idade, deficiência ou etnia não é obstáculo para jogar e aproveitar o futebol. O público pode visualizar e compartilhar o conteúdo online através de todos os canais digitais da UEFA, das plataformas de redes sociais e do site Equal Game.

EqualGame

Próximo artigo:
Carille confirma escalação do Corinthians para a estreia e revela que Douglas pode ser negociado
Próximo artigo:
Ozil cria tensão na diretoria do Milan, que se divide sobre sua possível contratação
Próximo artigo:
Boselli brinca e fala em abandonar cores do ex-clube: "Verde no Corinthians não pode"
Próximo artigo:
Nenê diz que foco é no São Paulo e promete temporada com menos "rebeldia"
Próximo artigo:
Klopp condena espionagem de Bielsa: "Treino não é para ninguém de fora"
Fechar