Apresentado, Sarri destaca poucas mudanças para o Chelsea “jogar o meu futebol”

Comentários()
Getty Images
Recém contratado, o treinador acredita que a equipe estará pronta para o seu estilo de jogo com poucas mudanças

O italiano Maurizio Sarri está animado com sua chegada ao Chelsea, onde terá a missão de colocá-lo de volta ao topo da Inglaterra. E já avisou que serão necessários “um ou dois ajustes” antes dos Blues estarem pronto para jogarem no seu estilo de jogo.

Além disso, Sarri destacou estar ansioso para enfrentar os “mais importantes treinadores da Europa”, como José Mourinho e Pep Guardiola.

Aos 59 anos, o italiano chegou em Stamford Bridge para substituir Antonio Conte. Foram 13 temporadas na Itália mas, agora, ele deixa o Napoli em alta para enfrentar um dos maiores desafios de sua carreira.

Maurizio Sarri Napoli 16122017
(Foto: Getty Images)

Horas antes de anunciar a contratação do treinador, o clube inglês também confirmou a chegada do meio-campista Jorginho, um dos comandados do italiano nos Partenopei. Enquanto isso, os Blues vão alinhando reforços para se unirem ao ítalo-brasileiro, como o meia Aleksandr Golovin, do CSKA Moscou, destaque na última Copa do Mundo.

Em entrevista à Chelsea TV, Sarri acredita que o time está próximo ao nível desejado por ele para o início da temporada 2018/19.

"Acho que o Chelsea tem um bom time. O problema é que, na Inglaterra, existem cinco ou seis equipes muito boas. Eu acho que, com um ou dois ajustes, podemos tentar jogar o meu futebol. Além disso, na Premier League existem todos os treinadores mais importantes da Europa, talvez no mundo. Será muito emocionante jogar contra Guardiola, Pochettino, Mourinho e Klopp”, destaca.

Recentemente, o treinador do Manchester City disse que ficaria contente se o colega italiano fosse disputar a Premier League, algo que Sarri não hesitou em responder.

"Guardiola é um amigo. Acho que ele falou bem de mim por esse motivo”, brinca.

Ele também falou, é claro, sobre Jorginho, que se juntou ao Chelsea após os londrinos vencerem o City na disputa pela contratação do meia.

"Jorginho não é um jogador físico, ele é um jogador técnico. Sua qualidade mais importante é que ele é muito rápido nos pensamentos, então ele tem a habilidade de mover a bola muito rapidamente”, explica.

Em três anos no Napoli, o treinador de 59 anos chegou duas vezes no vice-campeonato da Serie A, e só não conseguiu levar o time à fase seguinte da Champions League na última temporada.

Próximo artigo:
São Paulo x Vasco: Dia, horário e tudo o que você precisa saber da final da 50ª Copa São Paulo de Futebol Júnior
Próximo artigo:
Ex-companheira de Sala envia mensagem pedindo que não abandonem o argentino
Próximo artigo:
Valverde enfim aprendeu a lição
Próximo artigo:
DAZN chega ao Brasil em versão Beta: seja um dos primeiros a testá-lo!
Próximo artigo:
Richarlison EXCLUSIVO: Vida na Inglaterra tem churrascos com David Luiz e adaptação à função de "9"
Fechar