Após grandes conquistas, Cuca volta a conviver com forte pressão

Comentários()
Alexandre Schneider/Getty
Com elenco estrelado, Palmeiras vê na Libertadores a chance de salvar a temporada

Cuca acabou com o estigma de azarão nos últimos anos, obtendo grandes conquistas com o Atlético-MG e o Palmeiras. O treinador se acostumou a estar entre os grandes comandantes do futebol brasileiro, levatar taças de prestígio e conviver com um tipo de pressão diferente. No entanto, depois das últimas temporadas de felicidade, o técnico volta a ter uma forte pressão sobre seus ombros.

O Palmeiras tem um dos melhores elencos do futebol nacional, um plantel muito valioso, repleto de grandes jogadores, de nome, e um enorme investimento. Atual campeão brasileiro, a pressão, desde o início da temporada, é por grandes conquistas e apresentar um bom futebol.

GFX Palmeiras Campeonato Brasileiro

No entanto, praticamente em agosto, o Verdão não conquistou o Campeonato Paulista, foi eliminado da Copa do Brasil e ocupa o quinto lugar do Brasileirão, 14 pontos atrás do líder e rival Corinthians, que mesmo com um elenco menos poderoso, vive uma temporada, até aqui, dos sonhos e surpreendente.


VEJA TAMBÉM:


A chance de salvar 2017 é a Libertadores, na qual o Palmeiras, nas oitavas de final, perdeu o duelo de ida para o Barcelona de Guayaquil por 1 a 0, no Equador. Em 9 de agosto será disputada a partida de volta, no Allianz Parque.

Cuca corre sério risco de demissão caso o Verdão seja eliminado da competição continental e convive com uma pressão e situação inéditas para ele nos últimos anos. O Palmeiras não está jogando bem, mesmo com o ótimo elenco e enorme investimento feito. Não conquistou um título sequer e só parece realmente vivo em uma competição, na qual, pelo futebol que o time vem apresentando, não é favorito. A temporada é um fiasco até aqui, enquanto o maior rival, com um plantel e investimento inferiores, faz excelente ano.

Fechar