Notícias Placares ao vivo
Brasileirão Série A

Após empate, Fernando Prass reafirma que objetivo do Verdão é o G-4: "É uma estratégia melhor"

09:41 BRST 31/10/2017
Fernando Prass Palmeiras Internacional Copa do Brasil 17052017
Goleiro palmeirense não vê favorito para clássico contra o Timão na próxima rodada

O Palmeiras empatou com o Cruzeiro por 1 a 1 na noite desta segunda-feira (30), e perdeu uma boa oportunidade de encurtar ainda mais a distância para o líder Corinthians. Mas, assim como foi falado durante toda a semana, o goleiro Fernando Prass reforçou o discuro: o Verdão briga pelo G-4.

"Jogador que não quiser pressão não pode jogar no Palmeiras. A pressão por ser campeão é maravilhosa, dura é a pressão de brigar lá embaixo. Mas não é pra fugir de nada não. A gente não vai fugir de nada. É simplesmente porque a gente acha que é uma estratégia melhor pensar jogo a jogo e tentar vencer cada jogo, não fazer meta de em 15 pontos ganhar 12. Quer dizer que a gente vai perder um jogo? A gente trabalha jogo a jogo. Todo jogo é importante pra a gente somar ponto, como foi hoje e no final da competição, lá em 3 de dezembro, a gente senta, vê a tabela e vê em que posição terminou", disse.

"A gente continua com o foco no G-4. A gente abriu mais um ponto do quinto colocado. É o que falei, às vezes começa a olhar lá pra frente, um grande obstáculo e tropela num pequeno. Então a gente tem que pensar jogo a jogo mesmo, não é discurso pra tirar pressão, nada disso. É uma realidade dentro do grupo do Palmeiras. A gente tem que pensar jogo a jogo, como se fosse uma final, pra somar o maior número de pontos até o final", completou.


(Foto: Alexandre Schneider/Getty)

O próximo adversário do Palmeiras será justamente o Corinthians, em Itaquera, no domingo (5). Fernando Prass, no entanto, não vê motivos para ter ainda mais pressão no clássico.

"A gente cai em velhões chavões do futebol, clássico não tem favorito. Mas eu, pelo menos, acho que não tem como dizer que o Palmeiras jogando lá dentro contra o líder do campeonato. Também não tem como dizer que o Corinthians é favorito no momento. O Corinthians está na frente, com cinco pontos, por mérito. O Campeonato Brasileiro é de 38 rodadas e todo mundo sabe disso desde o começo. Então, cada um tem seus méritos, mesmo que a gente nos últimos jogos esteja com uma pontuação melhor, isso na hora do clássico, acho que não conta", finalizou.