Ábila perde espaço com Mano no Cruzeiro e deve deixar o clube em breve

Comentários()
© Washington Alves/Cruzeiro
Centroavante argentino perde espaço na equipe comandada por Mano Menezes e pode se transferir para o Boca Juniors na atual janela de transferências

Ramón Ábila é o artilheiro do Cruzeiro em 2017, com 13 gols em 32 partidas. O argentino, contudo, não goza de prestígio com Mano Menezes e deve deixar a Toca da Raposa II em breve.

A forma de atuar do centroavante é o que incomoda o técnico. Mas ele não foi o único gringo a perder espaço com o comandante. Embora conte com Kunty Caicedo, Lucas Romero, Ariel Cabral e Arrascaeta no elenco - este quarteto, inclusive, costuma ser titular -, o treinador gaúcho já dispensou outros estrangeiros desde a sua chegada.


VEJA TAMBÉM:


A situação mais emblemática é a de Ramón Ábila. Dono do melhor aproveitamento e querido pela torcida, sobretudo pelo número de gols marcados, o camisa 9 é preterido pelo técnico durante os jogos. A explica já foi dada pelo comandante:

"Acho o Ábila um grande centroavante, mas é um centroavante que a equipe precisa levar a bola lá. E quando a equipe leva a bola lá, o Ábila pode jogar. Vai ser extremamente útil. Precisa dessa bola lá para fazer a definição. Quando o nosso time não consegue levar a bola tanto, porque o outro é melhor ou não deixa, eu preciso de um jogador que saia de lá um pouco, se junte ao jogador de meio-campo para construir essa jogada e chegar lá. Por isso a escolha de outro jogador", disse em entrevista recente ao SporTV.

Mano Menezes  Cruzeiro Palmeiras Brasileirão 09 07 2017
(Foto: Washington Alves/Light Press/Cruzeiro)

"Mas sempre que eu tomo a decisão, e o time ganha sem ele, ninguém fala nada. Quando falta, como domingo, aí vem de novo o assunto. Gosto de todas as formações, mas preciso fazer minha equipe ser competitiva a ponto de ganhar os jogos. Vivo de vitórias", acrescentou.

Wanchope está na mira do Boca Juniors, da Argentina, para o decorrer da temporada. O clube hermano já conversa com a Raposa e o estafe do atacante a fim de levá-lo para La Bombonera.

Matías Pisano Cruzeiro
(Foto: Washington Alves/Light Press/Cruzeiro)

O centroavante, contudo, não é o único. Matías Pisano, Federico Gino e Gonzalo Latorre deixaram a Toca da Raposa II. O trio foi emprestado a clubes menores, não foram aproveitados e retornaram ao Cruzeiro. Contudo, não serão aproveitados.

Fechar