A zaga é o setor onde Tite pode encontrar a maior dificuldade de renovação no Brasil

Comentários()
Getty
Situação contrasta com o grande número de opções de atletas que atuam pelos lados do campo

O técnico Tite deu o ponte pé inicial no novo ciclo da Seleção Brasileira. O trabalho tem como principal objetivo a Copa do Mundo do Catar, mas durante esses quatro anos terá alguns processos. O primeiro deles é a renovação natural da equipe. 

Prova disso é a primeira lista do treinador após o Mundial para os confrontos Brasil Global Tour diante de Estados Unidos e El Salvador. Com a Copa América para ser disputada no ano que vem, Tite planejou uma mescla entre jogadores experientes e jovens promissores para fazer observações e potencializar o desemepenho de quem está chegando. 

O fato curioso é a gama de opções no setor ofensivo, principalmente pelas pontas. Seja entre os mais experientes ou entre os mais novos, o comandante tem um leque de nomes pra atuar pelos lados do campo. 

No entanto, há um setor em especial que pede atenção, a zaga. Pela primeira convocação deu para perceber que o comandante pode encontrar certa dificuldade para fazer a renovação no setor neste primeiro momento. Dos quatro zagueiros que disputaram a COpa do Mundo, por exemplo, três estão acima dos 30 anos. 

Thiago Silva Joao Miranda Brazil
(Foto: Getty Images)

Thiago Silva, Miranda e Geromel. Dos três, apenas o primeiro foi convocado neste primeiro momento, mas os novos nomes que chegaram, Dedé e Felipe, também já poussem uma certa idade. O zagueiro do Cruzeiro já tem 30, enquanto o do Porto 29. 

Diante disso, Marquinhos aparece como grande favorito para comandar o setor nos próximos anos. Aos 24, ele é titular do PSG e já tem boa experiência no futebol internacional sendo apontado como um dos melhores na posição, até as vésperas da Copa, inclusive, era titular ao lado de Miranda. 

Campeão olímpico com a Seleção, Marquinhos não viu seus companheiros daquele time crescerem nos últimos anos, Rodrigo Caio, que chegou a ser convocado por Tite em algumas oportunidades, caiu muito de rendimento e hoje é banco do São Paulo

Tite e Rodrigo Caio - Brasil - 07/06/2017
(Foto: Pedro Martins / MoWa Press / Divulgação)

Luan, que na época defendia o Vasco, foi para o Palmeiras e também perdeu espaço. Depois de um tempo sem ter uma boa sequência de jogos, o zagueiro vem encontrando a melhor forma no Verdão. Com a chegada de Felipão, o jogador se aproveitou do revezamento que vem sendo feito e subiu de produção. 

Mais artigos abaixo

Se tiver sequência, Luan é um forte candidato a brigar por uma posição na Seleção Brasileira nos próximos anos, pois mostrou qualidade e muita segurança nos melhores momentos com a camisa do Vasco da Gama

luan palmeiras grêmio 02 07 2017
(Foto: Palmeiras / Divulgação)

Quem chamou bastante à atenção da comissão técnica foi o jovem Léo Duarte, do Flamengo. O zagueiro de 22 anos assumiu a titularidade da equipe e vem se destacando no Campeonato Brasileiro. Ele esteve bem próximo de ser convocado por Tite mas ficou de fora pelo critério adotado pelo treinador de chamar apenas um atleta que esteja disputando a semifinal da Copa do Brasil

Juan_LeoDuarte_FlamengoxSpor
(Foto: Gilvan de Souza / Flamengo / Divulgação)

Jemerson, que chegou a ser convocado antes da Copa do Mundo da Rússia, tem apenas 25 anos e pode, caso mantenha e até evolua o bom futebol que teve com a camisa do Monaco nas últimas temporadas, voltar a ser chamado por Tite. 

Na Rússia, a média de idade dos zagueiros da Seleção era de 30.5, bem superior a de setores como o ataque, que teve 26.5 anos e até mesmo no gol com 26.6. Quem mais se aproximou da zaga foi a lateral com 29.7, outro setor que vai precisar de uma renovada, principalmente pelo lado direito. 

Fechar