"A única pessoa intocável no futebol é Messi pelo que ele traz ao jogo", diz Dani Alves

Comentários()
Getty
Lateral-direito comenta ainda sobre uma "mudança de filosofia" no Barcelona

Daniel Alves foi um dos jogadores que mais deu assistências (42) para Messi no Barcelona e, em entrevista à ESPN, saiu em defesa do ex-companheiro, após a eliminação do clube espanhol para o Liverpool na semifinal da Champions League.

Quer ver jogos ao vivo ou quando quiser? Acesse o DAZN e teste o serviço por um mês grátis!

O lateral-direito destacou que o futebol é um esporte coletivo e destacou que é necessário que a equipe esteja em alto nível, como o argentino.

"Na partida de ida contra o Liverpool disseram que Messi era estratosférico, um extraterrestre, chamavam como queriam. Continuo pensando que se há alguém de quem não se pode falar mal é Messi. Por conta do que faz em campo e sua conduta na vida. Joga há muitos anos em um nível super alto e sempre está bem. Mas este é um esporte coletivo, cada um tem que fazer sua função 100%", disse.

Daniel Alves lembrou de uma declaração anterior, na qual comentou que nomes como Messi, Cristiano Ronaldo e Neymar são símbolos dos times que atuam e que o resultado dessas equipes é associado ao jogadores.

Lionel Messi Dani Alves Barcelona Almeria Liga BBVA 04082015
(Foto: Getty Images)

No entanto, o brasileiro ressaltou, novamente, a importância do coletivo. "Neymar e Messi nasceram diferentes, para fazer a diferença, mas não podem fazer todo o trabalho sozinhos Devem ter um entorno para ressaltar a diferença", analisou.

Questionado se o Barcelona deixou de se concentrar em seu estilo de jogo para focar em contratações de peso, Daniel Alves opinou: "Concordo com isso. Quando vejo histórias sobre como o Barça está comprando jogadores para comercializá-los, você pode sentir que eles estão mudando sua filosofia".

"Eles não mudaram seu estilo, contrataram jogadores para posições específicas. Agora, a sensação é de que eles fazem muitos movimentos no mercado. Mas também acho que a crítica é oportunista. É fácil fazer críticas após a eliminação. Você sabe que o Barça ainda gosta de cuidar da bola e fazer bons passes, não importa quem entra ou quem sai, essa é a sua identidade", continuou.

Mais artigos abaixo
Lionel Messi Barcelona 2018-19
(Foto: Getty Images)

"Sua filosofia em campo não vai mudar. Mas mudou um pouco quando se trata do mercado. Isso acontece no futebol. Se eles tivessem vencido o triplete, ninguém teria dito nada. Nos últimos 10, 11 anos, o Barça ganhou muitos títulos da liga, algo que o Real Madrid não fez, mas as pessoas defendem [o Real Madrid] por causa de seu sucesso na Liga dos Campeões", continuou.

"Quando o Real Madrid é eliminado (da Champions League), é como:" Ei, eles não vencem a liga há tantos anos ", mas ninguém fala sobre isso. Então parece um pouco oportunista analisar logo após a eliminação, contra um adversário realmente muito bom como o Liverpool", concluiu.

Fechar