O trágico desfecho da história do fã de Messi que emocionou o mundo com sua "camisa" de plástico

Última atualização
Comentários()
Getty
Murtaza Ahmadi ficou famoso por usar improvisar com uma sacola plástica uma camisa do craque argentino. Depois, o afegão se encontrou com o jogador

A família do pequeno Murtaza Ahmadi, fã do craque Lionel Messi, que emocionou o mundo em 2016 ao improvisar uma “camisa” da seleção argentina feita com sacolas plásticas e com o nome do jogador e o número 10 nas costas, precisou fugir de casa, na província de Ghazni, no Afeganistão, por conta de novas ameaças do grupo extremista Talibã. 

Murtaza Ahmadi teve a oportunidade de conhecer Messi e entrar em campo com o craque em 2016, no Catar, durante um amistoso do Barcelona. A felicidade, porém, passou. Hoje, a família do garoto vive refugiado em Cabul.

"Não pudemos levar nada, só salvar nossas vidas... Não sei porque os talibãs o detestam desde que se tornou famoso. Disseram que iriam capturá-lo, que o cortariam em pedaços”, afirmou Shafiqa, mãe de Murtaza em entrevista à AFP.

Murtaza Ahmadi, Si Bocah 'Kantong Keresek' Yang Ditemui Lionel Messi
(Foto: Qatar Supreme Committee)

A família Ahmadi faz parte da minoria étnica hazara, que é perseguida por membros do Talibã sunitas. Durante a fuga, a mãe de Murtaza disse ter escondido o rosto do seu filho para que não fosse reconhecido.

Os pertences que Murtaza ganhou de Messi tiveram que ficar pra trás. O pai do garoto, que permanece em Jaghori, é quem cuida dos objetos.

"Existiam criminosos que acreditaram que Messi tinha nos dado muito dinheiro e ameaçavam sequestrar Murtaza”, contou Shafiqa.

Murtaza Ahmadi
(Foto: Getty)

Murtaza quer voltar a ficar ao lado do uniforme que ganhou de Messi e espera poder reencontrá-lo. No futuro, o menino, hoje com sete anos, quer ser como o jogador do Barcelona.

“Sinto saudades do Messi. Quando vir, direi 'Salam' e 'como está?'. Ele vai me responder: 'estou bem' e 'seja prudente'. Depois eu o acompanharei ao campo de futebol e o verei jogar”, declara Murtaza.

“O que quero é estar próximo dele, que me ajude a sair deste lugar. Quando crescer, quero ser como Messi”, finalizou o garoto.

Próximo artigo:
Quantos gols Cristiano Ronaldo tem na carreira?
Próximo artigo:
Final da Copa Sul-Americana 2018: quando é, como é a disputa e mais informações
Próximo artigo:
Flamengo no Mercado: Quem chega, quem sai e quais as prioridades para 2019?
Próximo artigo:
Champions League: os artilheiros e garçons da temporada 2018/19
Próximo artigo:
Tottenham brigando na Champions League? Lucas acha que time pode surpreender grandes na fase final
Fechar