À sombra de possível título do Palmeiras, Corinthians e São Paulo se enfrentam com perspectivas “pequenas”

Comentários()
Timão busca somar pontos para afastar de vez risco do rebaixamento, enquanto Tricolor tenta se garantir no Z-4

Corinthians e São Paulo se enfrentam neste sábado (10), em Itaquera, pela 33ª rodada do Campeonato Brasileiro, com objetivos bastante distintos e “pequenos” perto do que os corintianos esperavam no início da temporada da equipe atual campeã nacional e posteriormente bicampeã estadual, e os são-paulinos sonhavam após o ótimo desempenho no primeiro turno.

Hoje, porém, faltando seis rodadas para o término do Brasileirão, o Timão, com 39 pontos e em 12º lugar, busca somar pontos para afastar qualquer risco de rebaixamento. Já o Tricolor, quarto colocado, com 57, quer garantir uma vaga direta para a fase de grupos da próxima edição da Libertadores. Para piorar, o arquirrival Palmeiras é quem está próximo de ficar com o título.

No Corinthians, muita coisa mudou de um ano pra cá. Após o título brasileiro de 2017, peças importantes da equipe heptacampeã foram embora, casos de Pablo, Guilherme Arana e Jô. Mesmo sem reposições à altura, a equipe comandada por Fábio Carille conseguiu chegar ao título paulista batendo o Palmeiras em pleno Allianz Parque no segundo jogo da decisão.

No entanto, a festa feita no início de abril foi dando espaço a preocupação e a um time desacreditado depois de novas saídas de peças-chave do time titular (Balbuena, Maycon e Rodriguinho) durante a pausa para a Copa do Mundo e um pouco antes de Carille e sua comissão técnica.

Com Osmar Loss no comando, o Corinthians não conseguiu engrenar. Então, há dois meses, Jair Ventura chegou com o objetivo de terminar o ano bem e já trabalhar no planejamento para a próxima temporada. No entanto, embora tenha chego até a final da Copa do Brasil, acabou ficando com o vice-campeonato e no Brasileirão vem tendo dificuldades para encontrar uma equipe capaz de se afastar de vez do Z-4.

Pedrinho Corinthians Cruzeiro Copa do Brasil final volta 17102018
(Foto: NELSON ALMEIDA/AFP/Getty)

Como resultado, parte da torcida já vem pegando no pé de Jair Ventura e até a diretoria, que admite que o elenco tem carências, já não garante mais a continuidade do treinador.

Do outro lado, o São Paulo vinha de uma temporada preocupante em que ficou brigando contra o rebaixamento e as perspectivas nos primeiros meses de 2018 também não eram boas depois das eliminações precoces na Copa do Brasil e na Sul-Americana, além do Paulistão para o próprio Corinthians na semifinal já com Diego Aguirre que chegou em março para o lugar do demitido Dorival Júnior.

Apesar da desconfiança de parte dos torcedores, Aguirre conseguiu ajustar a equipe e agradar até os mais desconfiados arrumando o time, recuperando peças importantes como Diego Souza e chegando a liderança do Brasileirão com um grande desempenho na primeira metade da competição.

Nenê lamenta chance desperdiçada pelo São Paulo
(Foto: Alexandre Schneider/Getty Images)

No returno, porém, o melhor time da primeira metade do Campeonato Brasileiro caiu demais de rendimento, principalmente por sentir a falta de Everton e pelo fato de Nenê não estar mais conseguindo ser decisivo. Fato esse, aliás, que fez com que o camisa 10 fosse para o banco de reservas nos últimos jogos.

Hoje, a realidade do São Paulo deixou de ser a briga pelo título e agora é a de garantir vaga direta na Libertadores do próximo ano. Fato que dói ainda mais no torcedor ao ver que quem está próximo de ser campeão é o Palmeiras. Faltando seis rodadas, o time alviverde soma 66 pontos, cinco a mais que o vice-líder Internacional e nove em relação ao Tricolor.

Próximo artigo:
Ex-dirigente conta que Milan quis contratar Cristiano Ronaldo em 2017
Próximo artigo:
Real Madrid vai oferecer R$ 432 milhões por dupla da Premier League, afirma jornal
Próximo artigo:
Kante vai virar o jogador mais bem pago da história do Chelsea com novo contrato
Próximo artigo:
Segunda chance? Neymar ainda mais próximo do Barcelona
Próximo artigo:
Goleadas, vitórias em Copas e derrota frustrante: os confrontos entre Brasil e Camarões
Fechar