Notícias Placares ao vivo
Ligue 1

A pechincha da próxima janela? Conheça Jonathan Bamba, Rising Star da Ligue 1

15:00 BRT 22/04/2018
Jonathan Bamba Espoirs
Com contrato próximo do final, o jogador de 22 anos volta a atuar em bom nível e deve atrair interesse no próximo verão europeu

Jonathan Bamba tem sido apontado como uma das joias da base do Saint-Etienne já há alguns anos.

Foi só nessa temporada, porém, que o jogador de 22 anos começou a mostrar potencial para se tornar um atleta de alto nível.

E logo agora, que ele mostra sinais de amadurecimento, o Sainte pode perdê-lo por praticamente nada. Seu vínculo atual termina ao final desta temporada, e uma série de clubes, entre eles Crystal Palace, West Ham e Inter de Milão, estão de olho em sua situação.

Bamba, que jogou por seis anos no Alfortville, de sua cidade natal, chegou às categorias de base do Saint-Etienne em 2011. Quatro anos depois, diante do PSG, ele faria sua estreia como profissional, mas desde então sua evolução tem ficado bem aquém do esperado.

Ele precisou ter experiências emprestado a Paris FC, Saint-Trond e Angers antes de estar considerado pronto para render em Saint-Etienne. Valeu a pena: ele tem tido um ano impressionante, apesar de uma temporada complicada para os alviverdes.

Entre a péssima primeira metade da temporada e a disputa contratual que o levou a treinar com os reservas - e ser muito pouco utilizado no time principal -, Bamba, acreditam, estaria atraindo ainda mais olhares se tivesse tido mais tempo de jogo do que as circunstâncias de momento acabaram permitindo.

De fato, sua qualidade é tamanha que ele acabou convocado ao time Sub-21 da França, disputando três partidas e marcando dois gols desde que foi chamado pelo técnico Sylvain Ripoll pela primeira vez, em junho.

Jogador de lado de campo, o atacante já atuou até pela faixa central ao longo desta temporada. Na boa arrancada do Sainte, comandado por Óscar García, ele foi o grande catalisador: foram quatro gols marcados nas primeiras sete partidas da campanha, até que as questões de contrato chegaram ao ápice.

García acatou o pedido da diretoria para tirá-lo dos profissionais: "É uma decisão que nos prejudica, esportivamente falando. Na minha opinião, e também na dos atletas."

Relegado aos reservas, Bamba viu o Sainte sofrer na Liga e García deixar o clube contrariado e o clube entrou em parafuso até Gasset assumir.

Bamba ainda não mostrou todo o seu instinto artilheiro, mas nem por isso ele deixou de ser mais eficiente. De fato, ele se tornou um garçom bastante decisivo, com passes para gols em partidas consecutivas diante de Guingamp, Nantes e Paris Saint-Germain. Agora, o Saint-Etienne sonha com uma classificação às competições europeias, no G-5 francês.

Ofensivamente, talvez apenas Remy Cabella, do Olympique de Marselha, tem sido mais eficiente por seu clube ao longo da sequência de onze jogos de invencibilidade, atualmente a maior em andamento na Ligue 1.

Enquanto isso, o Saint tenta arranjar uma solução para segurar o garoto para a próxima temporada, e quem sabe para as próximas.

"Eu acho ele muito bom", disse Gasset, anteriormente um assistende do técnico Laurent Blanc no Bordeaux, Paris Saint-Germain e seleção francesa, na última semana. "Farei o que for possível para que ele fique, não está decidido ainda"

"Ele ainda precisa de algumas coisas. É muito determinado, dá tudo de si em campo. Se pudesse dar um conselho a ele, seria que ficasse aqui. Aqui, ele pode crescer muito."

Em um clube que já ajudou a lapidar Pierre-Emerick Aubameyang em um dos atacantes mais letais do futebol europeu, Bamba, espera-se, é o próximo da lista do Saint-Etienne, e mostra que pode se tornar a joia que o time do Loire espera há muito que ele seja.