Não se empolgue com Fabregas no Barcelona

Chegada do meio-campista pode trazer problemas para Guardiola para o seu encaixe na equipe
A tentação de quem acompanha o futebol europeu, no momento em que o Barcelona finalmente anuncia a contratação de Fabregas, é imaginar onde ele se encaixaria na máquina catalã e como o time ficará ainda melhor com mais um jogador extraordinário. Eu sugiro ao leitor que tenha mais calma.

Sinceramente, não gosto da contratação de Fabregas. Não vou negar que o meia é um jogador especial, com grande visão de jogo e uma capacidade de liderança forjada em um time de meninos no Arsenal, no qual um deles tinha que amadurecer para comandar os outros. Minha objeção não é o simples fato de o Barça ter contratado Fabregas, mas o momento em que a transação se realizou.

https://secure.static.goal.com/132800/132881hp2.jpg
Guardiola terá que encontrar lugar agora para um jogador que veio para o futuro.

Não vejo possibilidade de o Barça ter sucesso com um meio-campo formado por Fabregas, Xavi e Iniesta. Nenhum dos três conseguiria cumprir a primeira função. Se Guardiola for ousado a este ponto, temo pelo futuro da equipe catalã. Eu imagino que a contratação de Fabregas seja a forma que o Barça tem de se preparar para um futuro próximo, quando Xavi já não será tão brilhante quanto é hoje.

Mas então por que contratar Fabregas agora, quando Xavi ainda é extraordinário? O camisa 6 ainda não mostrou qualquer sinal de queda de rendimento. Ele e Iniesta, além de possuirem um entrosamento fantástico, estão um degrau acima de Fabregas em termos de nível técnico.

https://secure.static.goal.com/137900/137954hp2.jpg
Fabregas é considerado como o substituto ideal de Xavi.

Diante disso tudo, Guardiola tem algumas opções. Ele pode colocar Fabregas no banco (que eu imagino ser a melhor solução), mas terá que conviver com a pressão de ter uma estrela de 40 milhões de euros esquentando as confortáveis poltronas do Camp Nou. Também pode tornar o time vulnerável e formar o meio-campo citado acima, com os três meias juntos e sem um jogador de marcação. Como terceira alternativa, pode mudar o sistema tático para acomodar os três articuladores, correndo o risco de mexer em um dos segredos para o sucesso blaugrana nos últimos anos. Finalmente, ele pode tirar um dos atacantes e passar Iniesta para o lado esquerdo do ataque, deixando Fabregas e Xavi na articulação e confiando que a improvisação funcionará durante toda uma temporada.

Todas essas opções têm pontos negativos demais. Um time de futebol não é tão bom quanto a soma do talento de seus jogadores. Se fosse, eu não teria dúvidas de que a chegada de Fabregas tornará o Barça melhor. Como o futebol é feito de encaixes de características e jogo coletivo, não consigo entender o motivo técnico de trazer Fabregas agora. Ele certamente é o substituto perfeito para Xavi, mas enquanto o maestro blaugrana segue regendo sua orquesta com perfeição, não precisaria de uma sombra.