"Ele pertence ao reino dos sonhos" - O que dizem sobre Ferenc Puskás

Ícone húngaro é coroado na Copa do Mundo das Lendas após derrotar Cristiano Ronaldo. Veja o que famosos já falaram sobre ele
“Ele era um jogador especial do seu tempo, sem nenhuma dúvida. Como a Hungria não venceu a Copa do Mundo de 1954 está além da minha compreensão.”
SIR ALEX FERGUSON

“De todos nós, ele era o melhor. Ele tinha um sétimo sentido para o futebol. Se havia 1,000 soluções, ele pegaria a 1001ª.”
COMPANHEIRO DE HUNGRIA, NANDOR HIDEGKUTI

“Olhe aquele cara gordo. Vamos acabar com ele.”
JOGADOR INGLÊS NÃO-IDENTIFICADO ANTES DA DERROTA POR 6 A 3 EM 1953

"No seu livro, Puskás disse que se eu não tivesse jogado bem eles teriam marcado 12 gols! Era um privilégio jogar contra aquele time, mesmo que tenham acabado com a gente. O Puskás não era apenas um grande jogador de futebol, mas também um homem adorável."
GOLEIRO INGLÊS GIL MERRICK



"Ferenc realmente era um jogador maravilhoso. Ele era rechonchudo, mas um maravilhoso canhoto e um finalizador brilhante. Eu colocaria Puskás em qualquer lista dos melhores de todos os tempos. Um jogador maravilhoso, uma pessoa maravilhosa e ele gostava de jogar."
SIR TOM FINNEY

“Puskás era um inferno para os goleiros a 30-35 metros de distância. Ele não tinha apenas um chute poderoso, mas também muita precisão. Eu o considerava um gênio.”
COMPANHEIRO DE REAL MADRID RAYMOND KOPA

“O homem era um super-talento. Eu perdi um amigo e um jogador de qualidade. Era assim que Puskás era como pessoa e jogador de futebol. Ele era um dos maiores jogadores de todos os tempos. Mas a vida, meu amigo, chega ao final quando você menos espera.”
COMPANHEIRO DE REAL MADRID, ALFREDO DI STÉFANO



"Ele se deu bem com todos e tinha um caráter muito jovial que o ajudou a jogar com uma quantidade impressionante de alegria e serenidade. Ele tinha um grande chute e ele poderia acelerar muito rapidamente, tinha qualidades diversificadas e, sobretudo, tinha explosão.”
LUIS SUÁREZ (ESPANHA)


“Não houve um húngaro que não tenha ficado tocado pela morte de Ferenc Puskás. O húngaro mais famoso do século 20 nos deixou, mas a lenda vai sempre estar entre nós.”
EX-PRIMEIRO-MINISTRO HÚNGARO, FERENC GYURCSANY

“Eu estava com (Bobby) Charlton, (Denis) Law e Puskás, estávamos dando aula em uma academia de futebol na Austrália. Os jovens que estávamos treinando não o respeitavam, fazendo piadas com o seu peso e sua idade.

"Não decidimos deixar os garotos desafiarem um técnico a acertar uma barra 10 vezes seguidas. Obviamente, ele escolheram o velho gordo.

"Law perguntou aos meninos quantas vezes em 10 o treinador velho e gordo acertaria. A maioria disse que menos de cinco. Era melhor ter dito 10.

"O treinador velho e gordo se adiantou e acertou nove em sequência. No décimo chute, ele levantou a bola no ar, tocou com os dois ombros e a cabeça, deixou ela cair para o calcanhar e chutou de voleio na barra.

"Todos ficaram em silêncio e um dos meninos perguntou quem ele era e um respondi: 'Pra você, o nome dele é Senhor Puskás'.”

GEORGE BEST