Vai começar o Brasileirão 2015: confira um resumo da história do nosso campeonato

Ao longo desta semana, você poderá conferir matérias sobre cada um dos 20 participantes da Série A em 2015

No próximo sábado, começa a edição 2015 do Campeonato Brasileiro. O principal torneio nacional do nosso futebol é considerado um dos mais equilibrados e difíceis de se conquistar no mundo, além de contar com um grande número de gigantes nos gramados. Neste ano, o título será decidido mais uma vez após 38 rodadas.

Atual bicampeão, o Cruzeiro estreia contra o Corinthians no domingo (dia 10 de maio). A primeira rodada será disputada no sábado. Dentre os chamados gigantes do futebol brasileiro, a boa nova é o retorno do Vasco da Gama à elite. Subiram também da última Série B: Avaí, Joinville e Ponte Preta.


O Cruzeiro é o atual bicampeão do Campeonato Brasileiro (Crédito: Getty Images)

Em 2015, o certame será especial para Santa Catarina. Pela primeira vez desde que foi adotado o sistema de pontos corridos o Estado contará com quatro representantes no principal palco de nosso futebol: Avaí, Joinville, Figueirense e Chapecoense. No entanto, a briga pelo troféu deve ficar entre o grupo dos gigantes: Atlético-MG, Corinthians, Cruzeiro, Flamengo, Fluminense, Grêmio, Inter, Palmeiras, Santos, São Paulo e Vasco.

GALERIA: GRANDES MOMENTOS DO CAMPEONATO BRASILEIRO

Ao longo desta semana, você poderá acompanhar um resumo de cada time participante da Série A aqui na Goal Brasil. Enquanto a bola não rola em nossos gramados, confira um pouco mais sobre a história deste que é, apesar das constantes críticas ao cada vez mais baixo nível técnico, um dos maiores torneios futebolísticos do mundo.

Início: a criação dos primeiros torneios nacionais

Em 1955, durante o primeiro Congresso Brasileiro de Federações do Futebol, em Belo Horizonte, os cartolas buscavam a unificação dos calendários estaduais. Além disso, falou-se sobre a criação de um torneio que abrangesse todo o país. Afinal de contas, o Brasil já contava com grandes clubes, mas não havia uma plataforma para que se escolhesse um campeão nacional entre eles. O troféu era disputado anteriormente entre seleções estaduais.

Desta maneira, nasceu a Taça Brasil, inspirada também na criação da Liga dos Campeões da Europa (atual Champions League). Inclusive, a competição foi batizada inicialmente como Torneio Nacional de Clubes Campeões. Com a ideia aprovada, foi estipulado um prazo de quatro anos. Em 1959, a Taça Brasil teve sua primeira edição e o campeão foi o Bahia, que surpreendeu o Santos de Pelé.

Com o Rei do Futebol, o Peixe foi o grande vencedor do troféu na década. Também conquistaram a taça: Palmeiras, Cruzeiro e Botafogo. Com o crescente interesse no torneio, também foi criada o Torneio Roberto Gomes Pedrosa, que nada mais era do que o antigo Rio-São Paulo com outros grandes clubes de outros centros do país. Com isso, de 1967 até 1969 foram dois os torneios nacionais. Em 1970, o Fluminense venceu o certame.

Criação do Brasileirão, solidificação e pontos corridos

Em 1971, nasceu o torneio batizado como Campeonato Brasileiro. O Atlético-MG foi o primeiro campeão. Ao longo dos anos, a ditadura militar não deixou de aproveitar o certame para espalhar a sua mensagem. Para fins políticos, inchou o torneio a tal ponto de ter mais de 90 clubes. A frase “onde a Arena vai mal, um time no nacional” ficou popular na época. 

No fim da década de 1980, a CBF anunciou: não teria condições de organizar o torneio. Criou-se, então, o Clube dos 13, que organizou a Copa União. A partir dos anos 90, o torneio foi solidificando ainda mais. O sistema de disputa por pontos corridos passou a ser adotado em 2003, e segue até hoje.