thumbnail Olá,

Uma análise sobre os homens de frente de Borussia Dortmund e Bayern de Munique para a decisão da Champions League

Por Tauan Ambrosio (@ambrosiotauan)

Cada jogador tem uma posição definida no futebol: goleiros evitam gols, defensores roubam bolas e dificultam a tarefa ofensiva do adversário, enquanto meias criam as jogadas agudas para a equipe. Todos os citados acima podem ter seu dia de artilheiro, mas a perícia na hora de balançar a rede, o grande momento do esporte bretão, cabe ao atacante. E tanto Borussia Dortmund quanto Bayern de Munique, finalistas da Champions League, contam com excelentes jogadores de frente. Conheça um pouco mais sobre os ‘matadores’ destas duas grandes equipes da Alemanha.

Kevin Grosskreutz
Thomas Müller

Alemanha PAÍS
Alemanha
24 IDADE
23
1,86m ALTURA
1,86m
43 JOGOS NA TEMPORADA
45
2 GOLS
22

Thomas Müller


O melhor jogador jovem da Copa do Mundo de 2010 é, sem dúvida, um dos maiores nomes do Bayern na temporada. Vigor físico, visão de jogo e faro de gols fazem parte de seu repertório, usado com maestria na conquista do Campeonato Alemão e na campanha que levou o time bávaro para as decisões da Champions League e da Copa da Alemanha. Começou atuando pelos lados, mas após a lesão de Kroos passou a exercer um papel mais centralizado e marcou gols em todos os confrontos da fase eliminatória da maior competição continental (contra Arsenal, Juventus e Barcelona). Agora é esperar para ver se Müller também vai deixar sua marca no dia 25, mesmo número usado pelo meia-atacante.
 
Kevin Grosskreutz

Götze? O camisa 10 do Borussia Dortmund (veja os números dele na atual temporada aqui), negociado com o Bayern de Munique, não vai enfrentar seu futuro time por causa de uma lesão muscular. O meia Kevin Grosskreutz entrou no lugar de Götze na semifinal contra o Real Madrid e, enquanto o badalado jogador tentava se recuperar para estar em campo na final da Champions League, o camisa 19 foi titular em todas as últimas partidas dos aurinegros.

Grosskreutz não tem a criatividade como sua principal característica, tampouco o faro de gols. Muito pelo contrário. É um meio-campista ‘trabalhador’, que na final contra o Bayern deverá ajudar muito mais no combate em cima da saída de bola dos bávaros do que na criação de lances ofensivos. Dificilmente vai atuar na posição ocupada por Götze - esta deve ficar a cargo do meia Reus. Foi titular em cinco das 12 partidas do Dortmund na Champions League e saiu do banco em outras quatro vezes. Ainda não marcou na atual edição do torneio europeu.

Robert Lewandowski
Mario Mandzukic

Polônia PAÍS
Croácia
24 IDADE
27
1,84m ALTURA
1,86m
48 JOGOS NA TEMPORADA
38
36 GOLS
21

Mario Mandzukic


Contratado junto ao Wolfsburg nesta temporada, Mario Mandzukic ganhou a disputa pela titularidade no ataque do Bayern do seu xará, Mario Gomez, graças a uma grande entrega na marcação e, claro, gols. Foram 21 em toda a temporada, mas somente dois na Champions League.

O croata exerce um papel fundamental no combate à saída de bola do adversário, que tornou a tarefa de fazer gols mais democrática na equipe treinada por Jupp Heynckes. Em toda a temporada, foi titular em 33 dos 52 jogos do Bayern. Mandzukic saiu do banco de reservas outras cinco vezes para defender as cores do atual campeão alemão.

Robert Lewandowski


O polonês é o atacante mais cobiçado da Europa no momento. Os 24 gols marcados no Campeonato Alemão e os 10 na Champions League são um excelente cartão de visitas, mas os quatro tentos anotados contra o poderoso Real Madrid, no jogo de ida da semifinal, surpreendeu a todos e colocou o camisa 9 na história da competição. Não é qualquer um que consegue tal marca. Lewandowski é o vice-artilheiro do torneio, mas ainda pode ser o maior goleador desta edição da Champions.

Para isso, precisa de ao menos dois gols (desta maneira, igualaria o número de Cristiano Ronaldo). Titular em 45 dos 51 jogos dos borussianos na temporada, Lewandowski deve seguir o rumo de Götze e deixar o time comandado pelo técnico Jürgen Klopp. O próprio Bayern é um dos destinos especulados, junto com o Real Madrid. Mas o que interessa agora para os aurinegrosé o presente, e o melhor presente que Lewandowski pode dar para os torcedores negro-amarelos é a taça ‘orelhuda’.

Relacionados