thumbnail Olá,

O técnico português garantiu o que talvez tenha sido sua maior vitória desde que chegou à Espanha para calar aqueles que acharam que o Real se preparava para uma grande queda

COMENTÁRIOS
Ben Hayward | Especialista em Futebol Espanhol

Escrever sobre José Mourinho é complicado. O português vive uma polêmica após a outra nesta sua terceira temporada à frente do Real Madrid. E, sem esperanças de conquistar o Campeonato Espanhol, e com os difíceis encontros eliminatórios da Copa do Rei e Champions League, respectivamente contra Barcelona e Manchester United, muitos já apostavam que o técnico de 50 anos viveria seus últimos momentos em terras espanholas.

Quanta pressa.

Muitas críticas podem ser feitas a Mourinho. Sua postura fora do campo às vezes pode ser desagradável, mas quando se trata de ganhar jogos de futebol, o homem sabe o que está fazendo.

GARANTINDO A VITÓRIA
Relato dos gols do Real Madrid
goal

13'
GOOOOL DO REAL MADRID! Cristiano Ronaldo bate bem o pênalti, bola de um lado e goleiro do outro.
goal

57'
GOOOOOL DO REAL MADRID! Contra-ataque avassalador do Real com Di María que invade a área, dribla Piqué lindamente, deixando o zagueiro no chão e toca para C. Ronaldo ampliar o placar.
goal

68'
GOOOOOL DO REAL MADRID! Após cobrança de escanteio de Di María, Varane sobe alto e cabeceia para marcar o terceiro dos Blancos.
Demorou um pouco. Depois de seu famoso triunfo diante do Barcelona, em 2010, na campanha que levou a Inter ao título da Champions League, Mourinho, já no Real, viu seu time levar 5 a 0 em seu primeiro clássico diante do Barcelona, no Camp Nou. Foi a maior derrota de sua carreira. Segundo ele mesmo disse, o fato de ter perdido "foi fácil de digerir". No entanto, para um vencedor nato, aquele resultado deve ter sido difícil de passar goela abaixo.

A primeira vitória de Mourinho no Clássico - e até hoje a única na qual não levou gols do Barça - aconteceu na final da Copa do Rei de 2011, quando Cristiano Ronaldo selou a vitória madrilenha com uma cabeçada na prorrogação. Foi o primeiro troféu de Mourinho pelo Real Madrid. É difícil de acreditar, agora, que Ronaldo havia feito, quatro dias antes, seu primeiro gol contra o Barcelona, no empate em 1 a 1 no Santiago Bernabéu, pelo Campeonato Espanhol.

Diziam que Cristiano Ronaldo não seria decisivo para aquela grande ocasião. Mas agora ele é. Se Mourinho lidera sua equipe da área técnica, Ronaldo é, com certeza, o dono do time dentro das quatro linhas. O português de 28 anos sofreu um pênalti de Piqué, abriu o marcador com uma bela cobrança e depois ampliou o placar para o time da capital, já no segundo tempo.

Agora, o camisa 7 contabiliza 12 gols no Clássico. Está somente a cinco de Lionel Messi, que não brilhou nesta terça com a camisa do Barcelona, apesar de ter levado perigo em uma cobrança de falta, no primeiro tempo.

Os torcedores do Barça já estão preocupados. Na última semana, os blaugranas jogaram mal contra o Milan. No Camp Nou, esperava-se uma reação, mas ela não aconteceu. E grande parte disso se deve à disciplina defensiva dos blancos.

Mourinho nunca deixou de conquistar um título desde sua primeira temporada completa no Porto, em 2002-03, e sua equipe agora será favorita no confronto contra o Atlético de Madri ou Sevilla, na final da Copa do Rei.

O jogo da Champions League também está em evidência. Sir Alex Ferguson acompanhou o clássico desta terça-feira de dentro do estádio para observar, mais ainda, o adversário que o seu Manchester United vai enfrentar no Old Trafford. E o escocês não deve ter gostado do que viu. Assim como o Barcelona, o United ficou no empate em 1 a 1 no jogo de ida. Pelo menos Ferguson já sabe o que pode esperar, e isso deve signifcar algo para ele.

Para o Barcelona, a preocupação continua a crescer. Messi voltou a não ter uma boa atuação, Puyol foi deixado no chão por Di María no lance que deu origem ao segundo gol do Real e a defesa parece mais frágil do que nunca.

No entanto, para o Real Madrid esta foi uma noite inesquecível. Mourinho calou os críticos mais uma vez. E, qualquer que sejam os acontecimentos nos bastidores do Santiago Bernabéu, estão enganando os que apostam contra o time de José Mourinho nas batalhas que virão.

Siga Ben Hayward no

Relacionados