Fifa rejeita recurso e mantém punição de Luis Suárez

Atacante do Uruguai, punido por morder o italiano Giorgio Chiellini, terá de cumprir os nove jogos internacionais e os quatro meses afastado de qualquer atividade futebolística

O atacante do Uruguai, Luis Suárez, que conforme a Goal apurou, acertou com o Barcelona, por £ 70 milhões (R$ 265 milhões), teve recurso rejeitado pela Fifa e terá de cumprir os nove jogos internacionais e a proibição de realizar qualquer atividade relacionada com o futebol por quatro meses, depois de morder Giorgio Chiellini.

O jogador está proibido até mesmo de treinar. Nas últimas semanas, A Associação de Futebol do Uruguai, entrou com recurso para diminuir a pena de Suárez. O próprio, publicou pedido de desculpas ao zagueiro italiano, no Twitter, respondido por Chiellini, que revelou torcida pela diminuição da pena.

Porém, a Fifa foi irredutível e manteve a pena em comunicado oficial: "O Comitê de Apelação da Fifa decidiu rejeitar os recursos interpostos tanto pelo jogador uruguaio Luis Suárez quanto pela Federação Uruguai e confirmar a decisão proferida pela Comissão Disciplinar da FIFA no dia 25 de Junho de 2014".

"Os termos da decisão tomada pelo Comitê de Apelação da Fifa foram comunicadas ao jogador e à Federação Uruguai hoje", concluiu o órgão da entidade.

A decisão ainda não é final e Luis Suárez ainda pode recorrer no Tribunal Arbitral do Esporte.