Emoção e vitória marcam despedida de Alex dos gramados

Jogador é substituído nos minutos finais da virada sobre o Bahia, é saudado pela torcida, chora e faz a festa com os companheiros de Coritiba
Neste domingo, chegou o fim do ciclo de um dos grandes jogadores da história do futebol brasileiro. O meia Alex realizou seu último jogo como profissional diante do Bahia, neste domingo, e pôde comemorar uma vitória no Couto Pereira, já que o Coritiba venceu de virada por 3 a 2.

Algumas horas que antecederam o jogo válido pela 38ª rodada do Brasileirão, ele postou uma mensagem nas redes sociais: "Obrigado, futebol!"

 

Muito Obrigado FUTEBOL!!! FUTBOL cok teşekkür ederim!!!

alexcfc10 (@alexcfc10) tarafından paylaşılan bir fotoğraf (Ara 12, 2014 at 8:24ÖÖ PST)



Antes do início do duelo, o camisa 10 recebeu uma homenagem do clube paranaense, onde iniciou e que escolheu para ser o último antes de sua aposentadoria. Mesmo sem marcar gols, ele deu lugar a Keirrison aos 43 minutos da segunda etapa, quando foi saudado pelos quase 31 mil presentes para acompanhar sua despedida. No caminho para deixar o campo, ele não conteve a emoção e chorou.




O adeus de Alex: confira a galeria que relembra a carreira do craque

Ao final da partida, ele também saudou os torcedores e celebrou com os companheiros de equipe. E a despedida se prolongou na coletiva pós-jogo, quando lembrou também dos demais clubes que defendeu ao longo da carreira: Palmeiras, Cruzeiro e Fenerbahce.

"A minha história me levou para o mundo. A minha intenção sempre foi de voltar para o Coritiba", disse Alex. "Valeu a pena. Muitos não entendem por que voltei, mas valeu a pena. Encerrei da maneira que imaginei como seria."

"Hoje agradeço a todos os clubes que participei. Este momento de agora é de agradecer ao futebol, agradeço eternamente."

"Ainda não tive tempo de absorver este sentimento de despedida. Vou sentir mais para frente. Hoje saio de férias. Hoje saio de campo e me coloco junto a torcida do Coritiba na arquibancada."

Alex, 37 anos, fez 556 partidas oficiais como profissional, marcando 337 gols. Ele conquistou um título brasileiro, dois da Copa do Brasil, um Rio-São Paulo, uma Libertadores, três estaduais e três títulos na liga turca em suas passagens por Coxa, Palmeiras, Cruzeiro e Fenerbahce, além de duas Copas América (1999 e 2004) pela Seleção Brasileira.