Notícias Placares ao vivo

Romário volta a atacar José Maria Marín

O ex-jogador e deputado federal pelo Rio de Janeiro, Romário, voltou a atacar o presidente da CBF, José Maria Marín. Através de sua conta do Twitter, o tetracampeão do mundo fez um apelo. “Pelo amor de Deus, presidente Dilma, Ministério Público e ministro do Esporte, intervenham na CBF. As coisas estão cada vez piores”, escreveu.

O ex-atacante emendou mais críticas à Marín, dizendo que a Confederação está nas mãos de uma quadrilha. “Este último vídeo do Marín comprova que a CBF está nas mãos de uma quadrilha. Prende esses caras, está na hora de dar um exemplo para o Brasil”, completou.

Romário compartilhou um vídeo com uma suposta gravação de Marin em conversa com os irmãos Balsimelli, que comandam a BWA, empresa especializada em confecção de ingressos e que esteve envolvida em denúncias de falsificação de ingressos. Na gravação, a voz que seria do presidente da CBF faz ameaças e exige que seu nome não seja citado pelos dois.

“O José Maria Marín não existe, vocês nunca ouviram falar, tá ouvindo bem?”, diz na gravação. “Vocês nunca mencionem, porque se você mencionarem meu nome, eu vou pro Ministério Público”, continuou.

A gravação ainda cita o Presidente da Federação Paulista de Futebol, Marco Polo del Nero. “Do jeito que vocês estão fazendo, vão meter o Marco Polo até na cadeia”. No final do vídeo, há a promessa de divulgação de como são feitas as eleições da CBF e a denúncia de que Marín e Marco Polo já desembolsaram mais de 50 milhões de dólares.