Owen fala em 'sensações distintas' após último jogo da carreira

Atacante agradece carinho da torcida presente no duelo entre Southampton e Stoke City
O empate em 1 a 1 entre Sunderland e Stoke City neste domingo encerrou não apenas a participação das duas equipes na Premier League, como também foi a última partida da carreira do atacante Michael Owen, que está se aposentando do futebol. Depois de uma recepção calorosa no estádio St. Mary's, com direito a aplauso das duas torcidas, o jogador de 33 anos admitiu ter ficado emocionado com sua despedida.

"São sensações distintas, mas eu não poderia ter desejado despedida melhor que esta", falou o inglês de 33 anos ao Sky Sports.

"Quer dizer, pensando ponto de vista dos torcedores do Stoke... eu contribuí pouco durante a temporada, e mesmo assim tive essa recepção toda, e eles cantaram meu nome durante toda a partida. A torcida local também fez uma homenagem muito bonita, obviamente tenho que agradecer a todos por hoje."

A partida deste domingo encerra uma história de 17 anos do atacante no futebol profissional, começando no Liverpool e passando por Real Madrid, Newcastle, Manchester United e, por fim, o Stoke, além de duas participações em Copa do Mundo e uma Eurocopa pela seleção inglesa.

"Foi uma grande carreira", continuou Owen. "Como eu disse antes, colocar um fim nela é uma sensação estranha, mas todo mundo precisa tomar essa decisão em algum momento."

"Não há dúvidas de que eu ainda tinha condições para continuar jogando, me sinto bem fisicamente. Mas, depois que se chega ao topo, é difícil saber que você não está mais lá, e que não consegue decidir uma partida como antes. Não é agradável", encerrou o jogador.

Em sua carreira, Owen marcou 262 gols em jogos oficiais, entre partidas de clubes e da Inglaterra, conquistando uma FA Cup, uma Copa da Uefa (pelo Liverpool) e uma Premier League (pelo United).