Xavi Hernández tem futuro incerto no Barcelona

O meio-campista não tem ofertas concretas para sair no final da temporada, mas não definiu sua permanência

Xavi Hernandez  irá completar neste sábado sua partida de número 750 pelo Barcelona e esta contagem deve continuar aumentando nos próximo meses. Recentemente rumores indicavam sua saída ao final da temporada para a MLS, porém o jogador não tem nada decidido ainda em relação à seu futuro. Além disso, sabe que sua equipe está entrando em uma fase decisiva da campanha, não sendo o melhor momento para pensar na possibilidade uma transferência no verão. 

O jogador tem contratao vigente com o Barcelona até junho de 2016 e há um ano estava perto de deixar o clube, mas mudou de ideia. Enquanto disputava a Copa do Mundo do ano passado com a Espanha, Xavi contou aos mais próximos que iria sair, tendo recebido uma proposta do New York difícil de recusar. No entanto, Luis Enrique teria o convencido a ficar, mesmo não garantindo minutos pela equipe. Xavi não se arrependeu de sua decisão e sabe seu papel no grupo.

De acordo com seu atual momento, Xavi não demonstra estar planejando sair, não possui nenhuma proposta específica - para a MLS, Qatar ou outro lugar. O jogador sabe também que o Barça está impossibilitado de fazer contratações neste verão e que poderá fazer em 2016, enquanto a MLS começa em março. Desta forma se chegar a um acordo com o clube americano, deve sair a partir de janeiro de 2016. 

Xavi tem sido uma peça importante para Luis Enrique, unidos não só pelo respeito entre técnico e jogador como também pela amizade. O meio-campista aceitou que não pode jogar como quer, sendo a hora de dar lugar aos mais jovem, ele trabalha como guia e como primeiro capitão. Xavi interveio para acalmar as coisas no vestiário quando Messi e o treinador tiveram diferenças. 

O futuro próximo de Xavi está em Barcelona e longe também. Ontem, em uma entrevista com o clube catalão o jogador disse que desta equipe passaram muitos treinadores, ele é um deles que, num futuro não muito distante, pode sentar-se no banco. Ainda tem capacidade para atuar no mesmo nível nos últimos anos, mas poderia pendurar as chuteiras em Nova York, antes de finalmente deixar o futebol como jogador e iniciar a sua carreira de treinador. Se tudo continuar como até agora, Xavi não fará suas malas neste verão, vai esperar até janeiro de 2016 para atravessar o Atlântico e se estabelecer na Big Apple.