Van der Vaart fica no Real Madrid

Saída de Robben e Sneijder força permanência do meia.
O Real Madrid optou por ficar com Rafael Van der Vaart após o meio-campista holandês ter sido informado que seus serviços seriam requisitados no Bernabéu para a próxima temporada.

Com a chegada de Cristiano Ronaldo, Kaká e Xabi Alonso, Van der Vaart não teria, a princípio, lugar no clube merengue. Prova disso é que ele não figurou em nenhum dos jogos de pré-temporada da equipe.

Mas com as recentes saídas de Arjen Robben e Wesley Sneijder, o Real conseguiu enxugar seu elenco para 25 jogadores.

Van der Vaart e seu advogado, Robert Geerlings, tiveram uma reunião bem-sucedida com o técnico Manuel Pellegrini, o diretor técnico Jorge Valdano e o diretor geral Jose Angel Sans, onde o clube pediu a Van der Vaart que ficasse em Madrid para esta temporada.

Falando à revista holandesa Voetbal International, Robert Geerlings disse: "na reunião, os diretores pediram com veemência que Rafael ficasse.

"O elenco foi diminuido para 25 jogadores e isso fez o clube decidir que Rafa não deve sair. Para nós, foi surpreendente, e Rafael decidiu lutar por seu lugar no Madrid."

Van der Vaart teria rejeitado uma transferência para o Besiktas ainda neste mês, e ainda recebeu duas ofertas concretas de Everton e Tottenham.

Para mostrar confiança no jogador, o Real Madrid devolveu a camisa número 23 ao seu antigo proprietário. Van der Vaart retornará aos treinos com o grupo na terça-feira.

"É oficial, Rafael ficará no Real", concluiu Geerlings.

Van der Vaart é capaz de jogar como meia de ligação, uma posição ocupada por Kaká no momento. O holandês deve ter a concorrência de Esteban Granero por um lugar no time merengue.