Flamengo e Portuguesa devem perder pontos no STJD e salvar o Fluminense do rebaixamento

Clubes serão julgados por escalações irregulares de atletas e punição é considerada provável. Advogado do Tricolor Carioca explica a situação, que colocaria a Lusa na Série B
Na próxima segunda-feira, Flamengo e Portuguesa serão julgados no STJD pelas escalações irregulares de André Santos e Héverton, respectivamente, nas partidas da última rodada do Brasileirão. Principal interessado no caso, pois evitaria o rebaixamento, o Fluminense aguarda a decisão.

A tendência é que a Lusa perca quatro pontos, três como punição e mais um conquistado no jogo em contra o Grêmio, em que escalou Hevérton irregularmente. Com isso, livrando o Fluminense da Série B. O advogado do Fluminense, Mário Bittencourt explica a situação, de acordo com o artigo 214 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD).

"A questão é muito clara, cristalina do Direito Esportivo. O atleta suspenso pelo tribunal não pode atuar na partida subsequente a não ser que o clube obtenha o efeito suspensivo. Do ponto de vista técnico é muito simples o caso da Portuguesa. Na minha visão jurídica a escalação se deu de forma irregular infringindo o artigo 214 do CBJD", disse Bittencour, advogado do Flu, que fez questão de deixar claro que em momento algum o clube foi responsável pela denúncia, que partiu da CBF.

O Flamengo também deve perder pontos, mas não chegaria a cair. Os dirigentes da Portuguesa culparam o advogado por ter errado na notificação, mas há especulações de que a escalação do atleta possa ter sido intencional e que sejam manobras políticas do clube paulista. Além disso, o Vasco também pretende ganhar os pontos contra o Atlético-PR e evitar o rebaixamento e pretende entrar na justiça.