A campanha do Cruzeiro campeão brasileiro de 2013

Após dominar o Brasileirão e ser campeão com quatro rodadas de antecedência, o Cruzeiro mostrou mais de um motivo para o título nacional ser inquestionável

O Cruzeiro conquistou pela terceira vez o Campeonato Brasileiro. Além dos títulos de 1966 (Taça Brasil) e 2003, a Raposa agora pode comemorar mais uma vez como o melhor clube do Brasil. E, em 2013, isso nunca foi tão evidente. Com uma campanha praticamente perfeita, o time dominou e conquistou o Brasileirão sem qualquer questionamento.

Para comemorar esse mais novo título do Cruzeiro, o Goal separou os momentos mais importantes da campanha, os jogos marcantes e também os principais personagens que ajudaram o clube mineiro a escrever o nome na história do Brasileirão mais uma vez.

A caminhada do Cruzeiro no Brasileirão não foi de tantos altos e baixos, mas sim com uma regularidade que nenhum outro time nacional conseguiu. A pior posição do clube mineiro durante todo o campeonato foi a 7ª colocação, situação que aconteceu apenas na terceira rodada.

Com um aproveitamento espetacular dentro de casa e outro muito bom fora de casa, a Raposa não deixou muita graça na disputa pela liderança. Jogando em Minas Gerais, a equipe conseguiu 14 vitórias, dois empates e perdeu apenas uma vez, 86% de aproveitamento. Longe de casa, foram nove resultados positivos, três empates e cinco derrotas, 56% no aproveitamento.

Após assumir a liderança na 16ª rodada, a equipe não largou o osso mais e viu Botafogo, Grêmio e Atlético-PR ficarem olhando de longe o cobiçado primeiro lugar. Na 34ª rodada, o Cruzeiro não precisou nem entrar em campo para ser campeão. A derrota do Atlético-PR para o Criciúma sacramentou a terceira conquista da equipe mineira.

 

O 12º JOGADOR

Jogando em na Arena Jacaré, na Independência e claro no Mineirão, o Cruzeiro contou com um forte aliado no Brasileirão. A torcida não só compareceu em peso como deu ao clube a maior média da Série A e do futebol brasileiro contando todas as divisões.

A média da equipe está em 28.714, lembrando que em alguns jogos o time atuou fora do Mineirão e isso ainda diminuiu esse número. O torcedor mineiro ainda conseguiu uma ocupação média de 55%, quarto melhor número do Brasileirão. Não é por acaso que o time conseguiu uma das melhores campanhas como mandante.

Entre os jogos com maior público do Cruzeiro, estão a vitória por 3 a 0 sobre o Grêmio, com 58.113 de torcedores no dia 10/11. A vitória pelo mesmo placar sobre o Botafogo, no dia 18/09, fica na segunda colocação com 44.504 de público. Já a derrota por 1 a 0 para o São Paulo no dia 9/10, com 40.743 é a terceira. Completa a lista a memorável virada sobre o Criciúma por 5 a 3 no dia 26/10, com 38.378 de espectadores.

 

O COMANDANTE

Marcelo Oliveira fez história no Atlético Mineiro como jogador profissional, por isso quando chegou ao Cruzeiro como técnico ganhou o olhar torto da maioria dos torcedores. Após ganhar destaque no Coritiba em 2011 e 2012, sendo duas vezes vice da Copa do Brasil, e fracassar no Vasco, o treinador pode finalmente ser consagrado no Cruzeiro.

O trabalho dele começou na montagem do elenco, processo que durou até o meio do campeonato. Marcelo revelou jovens como Mayke e Lucas Silva, além de acertar em cheio na troca de Willian por Diego Souza e apostar no experiente Júlio Baptista como reforço.

Além disso, ele é responsável pelo bom rendimento do meia Everton Ribeiro, que também era principal jogador no Coritiba em 2011. Aliás, existem muitas características que o Cruzeiro tem parecida com o a equipe paranaense. A força defensiva com o estilo rápido de ataque utilizando as jogadas abertas é o principal trunfo cruzeirense no Brasileirão.

Marcelo Oliveira é responsável direto por essa filosofia e, além de ser um profissional estudioso e amigo com os jogadores, conseguiu formar um ambiente que ajuda e para ele é vital. “É um trabalho coletivo, um trabalho de todos. Diretoria muito atenta, contratando bons jogadores e o trabalho do dia a dia é muito consistente”, garantiu o comandante.

OS JOGADORES

O Cruzeiro tem a segunda melhor defesa do Brasileirão e o melhor ataque. Ou seja, pelos números é o time quase perfeito. Mas alguns jogadores ganharam destaque durante a campanha. No gol, o goleiro Fábio mais uma vez mostrou que está em um nível excelente e continua sendo um dos maiores no Brasil na posição.

A zaga com Dedé e Bruno Rodrigo funcionou e se mostrou completa, apesar de nenhum dos dois terem feito um torneio primoroso, até mesmo o primeiro que voltou para a Seleção. Na lateral-direita está o jovem Mayke, talvez a principal surpresa do torneio e na esquerda até o criticado Egídio conseguiu render.

Porém, é no meio de campo que estão os dois maiores destaques do Cruzeiro no Brasileirão. O volante Nilton mostrou evolução das temporadas passadas. Além de ter encontrado em Lucas Silva a dupla ideal defensivamente, os gols marcados foram um diferencial na temporada.

E se for para falar de gol ninguém melhor que Everton Ribeiro, o meia dos golaços. É o cara do Cruzeiro, principal destaque e talvez seja o principal jogador do Brasileirão 2013. Além dos sete gols, o jogador é também o líder de assistência na equipe mineira com oito.

No ataque, Willian chegou durante a campanha, encaixou de forma quase perfeita e também é destaque com seis gols. Situação parecida com Júlio Baptista, que não conseguiu ser titular, mas no rodízio de Marcelo Oliveira é essencial para a equipe mineira. Borges é o autêntico camisa 9 e cumpre a função de forma objetiva.

AS PARTIDAS QUE MARCARAM O TÍTULO

Antes de erguer a taça, a caminhada do Cruzeiro passou por situações que ajudaram a moldar a equipe campeã. Algumas vitórias e até derrota que fizeram parte, e ajudaram, o time de Marcelo Oliveira nessa caminhada.

Cruzeiro 5 x 0 Goiás – 1ª Rodada

Impossível falar em toda a campanha e não começar pelo começo. Na estreia do Cruzeiro no Campeonato Brasileiro de 2013, o time de Marcelo Oliveira já deu indícios de que brigaria até o final por algo maior. Jogando na Arena Independência, a equipe viu Bruno Rodrigo, Nilton (duas vezes), Diego Souza e Borges marcarem na goleada sobre o Goiás.

Cruzeiro 1 x 0 Corinthians – 4ª Rodada

Vindo de uma de uma derrota por 2 a 1 para o Botafogo, o Cruzeiro enfrentou o badalado Corinthians na Arena Jacaré, em Sete Lagoas. A vitória por 1 a 0 com gol de Dagoberto serviu para mostrar a eficiência defensiva da equipe mineira. Mesmo com a boa atuação de Alexandre Pato, o goleiro Fábio brilhou e provou que seria essencial para o título.

O resultado ainda garantiu que o Cruzeiro não continuasse caindo na tabela. Depois dessa vitória, a equipe mineira nunca mais saiu do G-4 durante todo o Campeonato Brasileiro.

 

Cruzeiro 4 x 1 Atlético-MG – 9ª Rodada

O Atlético Mineiro escreveu o nome na história ao ganhar a Copa Libertadores deste ano. Por isso, no dia 28/07, a equipe chegou cheia de moral para o clássico. Resultado? Um passeio do Cruzeiro sobre o rival, com direito a dois gols de Ricardo Goulart, um de Everton Ribeiro e outro do eficiente Nilton. Um resultado que mais uma vez comprovava a qualidade do elenco cruzeirense.

Além disso, a partida marcou outro fator muito importante na campanha do titulo. Em uma negociação com o Metalist, da Ucrânia, a equipe vendeu Diego Souza e assinou com o atacante Willian. Foi contra o Galo que o jogador estreou com a camisa celeste.

Ponte Preta 0 x 2 Cruzeiro – 16ª Rodada

Apesar de ter sido um resultado normal, vitória com gols de Dedé e Borges, a partida do Cruzeiro contra a Ponte Preta tem grande importância no Brasileirão. Foi com essa vitória que a equipe assumiu a liderança da competição e não deixou mais. Foram mais 17 rodadas consecutivas como líder antes do título antecipado.

Cruzeiro 3 x 0 Botafogo - 22ª Rodada

Todo campeonato de pontos corridos tem sempre uma 'final antecipada', e o Brasileirão 2013 não foi diferente. No dia 18/09, Cruzeiro e Botafogo eram as duas equipes que disputavam a ponta da tabela. O jogo no Mineirão serviu para a equipe mineira atropelar o alvinegro por 3 a 0, gols de Nilton e dois de Júlio Baptista.

O saldo da vitória? O Cruzeiro disparou de vezes e só parou quando foi campeão brasileiro pela terceira vez. Um jogo que foi essencial para o futuro do torneio.

Cruzeiro 0 x 2 São Paulo – 27ª Rodada

Não só de vitórias e bons resultados foi a campanha do Cruzeiro no Campeonato Brasileiro. No dia 09/10, a Raposa enfrentou o São Paulo no Mineirão e acabou derrotado por 2 a 0, com gols de Reinaldo e Douglas. Foi nessa partida também que a equipe viu Willian perder um gol feito.

Após essa rodada, a equipe ainda entrou em uma sequência ruim de três derrotas em quatro partidas, inclusive uma derrota no clássico para o Atlético-MG. Porém, esse foi único momento de sinal amarelo, que logo voltou para o verde com novos resultados positivos.

 

Cruzeiro 5 x 3 Criciúma – 31ª Rodada

Para encerrar a sequência ruim de jogos, o Cruzeiro enfrentou o frágil Criciúma e uma vitória que parecia ser tranquilo se transformou em uma das melhores partidas do Brasileirão. Após abrir 2 a 0 e sofrer uma virada de 3 a 2 ainda no primeiro tempo, a Raposa foi buscar de forma heroica a vitória por 5 a 3, com destaque para Borges e Dagoberto, que marcaram dois gols cada.

Criciúma 1 x 2 Atlético Paranaense - 34ª Rodada

A partida pode não ser do Cruzeiro, mas foi fundamental para a conquista. Com 58 pontos, o Atlético-PR precisa vencer o Criciúma fora de casa para se manter na disputa do Brasileirão. Porém, com gols de Fábio Ferreira e Wellington Paulista, ex-Cruzeiro, o Criciúma venceu por 2 a 1, Paulo Baier descontou, e confirmou o título cruzeirense.

Vitória 1 x 3 Cruzeiro - 34ª Rodada

O Cruzeiro entrou em campo e, no intervalo, já ficou sabendo que era campeão brasileiro. Porém, a partida contra o Vitória marcou a rodada que a equipe foi campeã. E o time ainda marcou com mais um resultado positivo. Com gols de Willian, Júlio Baptista e Ricardo Goulart, a equipe venceu.