Ônibus do Inter é apedrejado por torcedores do Ceará a caminho do Castelão

Ato violento de torcedores em Fortaleza não resultou em feridos e deixou vice-presidente colorado indignado

O Internacional terá um jogo de vida ou morte contra o Ceará, nesta quarta-feira, pela Copa do Brasil. E a tensão do duelo começou na ida do time de Abel Braga começou no caminho ao Castelão. O ônibus que levava os jogadores e comissão técnica colorados foi apedrejado por torcedores rivais perto do palco da partida.

A equipe gaúcha precisa da vitória hoje se quiser avançar às quartas de final do torneio, já que perdeu no jogo de ida por 2 a 1, dentro do Beira-Rio. O episódio do ônibus só aumentou a tensão dos colorados e o vice-presidente do clube, Marcelo Medeiros, repudiou o ato dos torcedores que, felizmente, não machucou ninguém.

“Um fato lamentável. Uma cidade como Fortaleza, hospitaleira, mas a logística que nos foi dada para chegar ao estádio foi ruim. Nós demoramos muito, acabamos dentro da torcida do Ceará, nosso ônibus foi alvo de pedradas, com dois vidros quebrados. Felizmente, ninguém se machucou”, disse o dirigente à Rádio Gaúcha.

“A gente não pode permitir esse tipo de atitude. As autoridades públicas que participam de um evento dessa grandeza têm de ter preparo. Os artistas não podem sofrer esse tipo de agressão, de coação, no caminho para o palco da partida”, concluiu.