Blatter e Dilma são hostilizados no Itaquerão

Durante a cerimônia de abertura da Copa do Mundo, a presidente sofreu fortes xingamentos da arquibancada

A presidente Dilma Rousseff e o mandatário da Fifa, Joseph Blatter, foram hostilizados durante e após a cerimônia de baertura da Copa do Mundo, nesta quinta-feira, no Itaquerão. Os xingamentos à Dilma foram fortes, mas localizados. Partiram perto da área VIP (uma das mais caras), onde o ex-governador José Serra está.

No ano passado, a presidente foi vaiada por milhares de torcedores, antes do Brasil vencer o Japão por 3 a 0, na abertura da Copa das Confederações.

Na oportunidade, Blatter ficou constrangido e mostrou incômodo e perguntou para a torcida: "Onde está o respeito, onde está o fair play?". Foi novamente vaiado. Por conta disso, a abertura da Copa do Mundo não será aberta por discursos de Dilma e Blatter.