Notícias Placares ao vivo

PL Brasil: Revolução Antonio Conte


GOAL Por Vinicius Matheus -  Premier League Brasil


Após uma temporada decepcionante, o Chelsea resolveu apostar no técnico italiano Antonio Conte para voltar a sorrir e, com menos de seis meses de trabalho, já é possível dizer que funcionou. Eden Hazard recuperou seu brio, Diego Costa está marcando gols como nunca e Victor Moses renasceu como uma ave fênix.

David Luiz, que chegou com um olhar desconfiado dos torcedores, é o pilar de uma defesa sólida, atuando como uma espécie de líbero no esquema pouco usual no futebol mundial: o 3-4-3, ou, para olhares mais apurados, o 3-4-2-1.

Os Blues iniciaram razoavelmente bem a temporada com vitórias sobre o West Ham United, Watford e Burnley. Porém, o empate com o Swansea City por 2 a 2 e as derrotas seguidas para Liverpool (2 a 1) e Arsenal (3 a 0) fizeram o ex-comandante da Squadra Azzurra alterar o esquema tático da equipe.

Com o “novo” jeito de atuar, são oito vitórias em oito jogos, apenas dois gols sofridos e, além da liderança isolada da Premier League, três pontos de vantagem para o Arsenal. O clube londrino está a um triunfo de igualar o número de vitórias da temporada passada (12).

Jogadores do Chelsea comemoram gol contra o Manchester City (Foto: Getty Images)

A recuperação veio com uma sequência devastadora: seis partidas sem tomar gol e goleadas sobre clubes de destaque, como o Leicester City (3 a 0), o Manchester United, (4 a 0) e o Everton (5 a 0), além de duas viradas sensacionais contra Tottenham, quando foi dominado por todo primeiro tempo, e Manchester City, jogando na casa do rival.

Melhor jogador do Campeonato Inglês em 2014/15, Eden Hazard, recuperou como nunca o seu brio. O belga já alcançou a marca de oito gols, o dobro da terrível temporada 2015/16, com apenas 14 jogos disputados. Além disso, ultrapassou o número de chutes a gol – são 39 na temporada atual contra 36 da edição anterior.

Diego Costa vem brilhando como nunca ou como sempre. Muitos não gostam do jeito perturbador com os zagueiros adversários, mas o brasileiro naturalizado espanhol sabe como marcar gols. São 21 finalizações certas em 43 tentativas, um aproveitamento de 49% de seus chutes. Ele é o artilheiro do torneio com 11 gols, ao lado de Alexis Sánchez.

David Luiz vem parando todo mundo - e sem faltas (Foto: Getty Images)

É até difícil escolher o melhor atleta do Chelsea. David Luiz falhou contra os Reds e os Gunners, mas, após isso, se tornou uma rocha e cometeu apenas seis faltas em 10 jogos disputados.

O nigeriano Victor Moses rodou por Liverpool, Stoke City e West Ham e se tornou mais um dos vários emprestados esquecidos até ganhar um voto de confiança do treinador ensandecido.

Em um campeonato com Pep Guardiola, José Mourinho, Arsène Wenger, Jurgen Klopp e Mauricio Pocchetino, quem se destaca é o efusivo Antonio Conte com técnica, muita garra e, principalmente, tática.