Inspirado em Jadson e alvo de Sampaoli, Malcom tira onda de camisa 10 no Bordeaux

Atacante 'irrita' treinador francês ao aperfeiçoar cobrança de falta e revela choro de Tite na despedida do Corinthians

GOAL Por Bruno Andrade

Ora atacante pela direita, ora responsável pela criação. Malcom tem se destacado pela versatilidade na atual temporada no Bordeaux. E não para por aí. A mais recente função do ex-corintiano é a cobrança de falta. Dos sete gols que marcou desde que chegou ao futebol francês, dois foram de bola parada na entrada da área. Uma "nova velha" característica com um toque alvinegro.

"Já treinava faltas no Corinthians com o Jadson. Vi e aprendi muito com ele, estava sempre do lado dele na hora das cobranças. Pude ter mais oportunidades na França e, por isso, comecei a trabalhar mais. Fiquei craque em bater escanteios, então resolvi aperfeiçoar a cobrança de falta. Intensifiquei os treinos depois que saiu o primeiro gol [contra Saint-Étienne, em agosto do ano passado]. Espero por mais, quero mais", destacou o atacante, ao Blog Ora Bolas.

"Treino cobrança de falta todos os dias. Pego a barreira, chamo um goleiro e vou bater falta. Às vezes o treinador [francês Jocelyn Gourvennec] até fica bravo comigo, mas quero melhorar cada vez mais. Quero ajudar o Bordeaux", completou.

A ligação com o ex-companheiro Jadson é ainda maior na Copa da França. O jogador de apenas 19 anos troca a camisa 25 pela 10 nas partidas da competição eliminatória.

"A França mudou um pouco o meu estilo de jogo. Defendia mais no Corinthians, enquanto no Bordeaux me orientam a defender apenas até o meio-campo e jogar nas costas do lateral. Jogo pela direita, já no Brasil jogava na esquerda. Também costumo usar a camisa 10, com a função de número 10 mesmo. Estou jogando bastante, aparecendo, crescendo e mostrando aos poucos o verdadeiro Malcom. Mas ainda posso fazer, sei disso", explicou.

Malcom Bordeaux 21012017

Em busca de mais resistência física, visto que contratou até um preparador particular para reforçar as atividades nas horas vagas, Malcom já tem despertado a atenção de grandes clubes na Europa. Alvo de desejo do Sevilla, o jovem atacante também teve recentemente o nome ligado pela imprensa inglesa a Liverpool e Manchester United.

"Isso de Liverpool, Manchester, não sei de nada... Estou bem tranquilo, hoje só penso no Bordeaux. Quero fazer bem o meu trabalho e dar muitas alegrias aos torcedores franceses. Fiquei sabendo, sim, que o Sampaoli [treinador do Sevilla] gosta do meu futebol, do meu estilo de jogo. Se pintar a oportunidade, ficarei feliz. Se não pintar, seguirei trabalhando forte e com a humildade de sempre", afirmou.

Malcom
Malcom está na seleção da última rodada do Campetonato Francês (Fotos: Getty Images)

Choro com Tite

Três dias antes de trocar o Corinthians pelo Bordeaux, no fim de janeiro de 2016, Malcom teve uma conversa particular com Tite. A despedida foi marcada por choro dos dois lados.

"Ele [Tite] me chamou na sala dele e a gente acabou se emocionando durante a conversa. Não sabia se teria outra oportunidade para sair, decidi assim. O Bordeaux é um grande clube, seria uma boa oportunidade para crescer mais e aparecer. Eu saí do Corinthians, mas o Corinthians não saiu de mim", finalizou.