Atlético-MG já teria acertado com multinacional para construção do seu estádio

Galo sonha em ter casa própria nos próximos anos e torcedores já deram o apelido de "Kalilfórnia", em alusão ao bairro onde ficará a arena

O Atlético-MG teria acertado com a AEG, uma empresa norte-americana com sede em Los Angeles, para financiar a construção do seu estádio orçado em R$ 540 milhões e com capacidade para receber 48 mil torcedores. A empresa tem participações em outras arenas como Allianz Parque, do Palmeiras, Arena Pernambuco, em Recife, e Arena da Baixada, do Atlético-PR.

Maquetes do estádio já vazaram na internet (Foto: Reprodução)

O projeto do estádio ainda tramita na Prefeitura de Belo Horizonte. Com isso, o clube ganha tempo para viabilizar pelo menos R$ 270 milhões, ou seja, 50% do valor total, para quando a licença de construção sair, as obras já serem iniciadas. A AEG explorará, neste caso, além do estacionamento com capacidade para 4.500 lugares, shopping anexo, centro de convenções, cadeiras perpétuas e camarotes.

Contudo, há um complicador. A crise econômica por qual passa o Brasil é uma situação que poderá complicar o Galo e suas parcerias.