Ribamar, o 'tapa buraco' que se tornou joia no Botafogo

Jovem criado nas categorias de base brilha no Cariocão e tem seu contrato renovado com o clube alvinegro

Ribamar caiu praticamente de paraquedas no time profissional do Botafogo. O jogador atua desde os 14 anos nas categorias de base do clube carioca, disputou a última edição da Copinha e conseguiu recentemente seu lugar no time principal. No entanto, a aposta de Ricardo Gomes no jovem começou de maneira quase acidental, uma vez que, sem Sassá e Neilton, machucados, o técnico precisava compor o elenco. Bastaram poucas rodadas para Ribamar mostrar seu valor.  

O atacante jogou em todas as partidas do Botafogo no Cariocão e teve papel decisivo para deixar o time invicto na competição, com seis vitórias e um empate. Dos 11 gols do Glorioso, Ribamar deu assistência para cinco e marcou um. Ou seja, a jovem promessa botafoguense participou de mais da metade dos gols do time.  

Só que o sucesso de Ribamar também mostra a falta de preparo de um grande clube que está de volta à Série A em perceber seus próprios talentos nas categorias de base. Se não fossem os problemas no departamento médico, o menino da Cidade de Deus ainda poderia estar de fora de planos maiores no Botafogo, cujo caixa não permitiu grandes investimentos no mercado.  

Mas de vez em quando o destino apronta uma das suas, e foi o que aconteceu com o Ribamar. As boas atuações, as assistências, o primeiro gol profissional justamente no clássico contra o Fluminense, tudo influenciou na decisão do Botafogo renovar com o atacante. Nesta sexta-feira, foi divulgado que o jovem teve seu vínculo renovado até 2018 e teve um aumento de salário que ainda valorizou consideravelmente sua taxa de rescisão. Que sirva de lição para o Bota não deixar escapar outras joias no futuro.