Goal.com - Home

thumbnail Olá,
 
Disputada
outubro 17, 2012 7:30 PM BRT
Estádio José Pinheiro Borba (Beira-Rio) — Porto Alegre, Rio Grande do Sul
Árbitro:‬ Wagner do Nascimento Magalhaes‎
Público total:‬ 4649‎
 
39′ Dagoberto
Aloísio 45+1′
70′ Rafael Moura
Ronny 88′
 
Aloísio 90′

Inter 2 x 3 Figueirense: Figueira bate Colorado de virada após segundo tempo elétrico no Beira-Rio

Com gols de Aloísio (2) e Ronny, Figueira vira nos minutos finais sobre o time de Fernandão. Pelo Colorado, marcaram Dagoberto e Rafael Moura.

Aloisio - Figueirense
Divulgação
Jogando no Beira-Rio, o Inter perdeu para o Figueirense de virada e se mantém na 6ª colocação, apesar de ficar mais distante do sonho da Libertadores. Na próxima rodada, o time Colorado visita o Vasco em São Januário. Já o Figueira, que ultrapassou o Sport, passou a ocupar a 18ª posição e ainda sonha com a fuga do Z4, recebe o Botafogo em seus domínios.

Com pouco volume de jogo, equipes aproveitam oportunidades e marcam gols semelhantes

A declaração de Fernandão na última coletiva antes da partida, sugerindo aos jogadores descompromissados que "peçam férias" à diretoria, pareceu ter surtido efeito para o elenco do Internacional. Principalmente para Leandro Damião, que chegou da Polônia e entrou em campo mostrando logo seu cartão de visitas: uma bicicleta em seu primeiro toque na bola, aos 2 minutos de partida.

Trabalhando exaustivamente pelas laterais, o Inter chegava com certo espaço, proporcionado tanto pela frouxa marcação do Figueira no meio quanto pelo clássico 4-3-3 armado por Ferndão, com Dagoberto e Cassiano abertos nas pontas, mas errava na hora do último passe - em sua maioria, cruzamentos de Edson Ratinho, muito acionado na primeira etapa.

O Figueirense buscava trabalhar a bola e esfriar a partida, tendo o contra-ataque como sua principal arma. Com Ronny acompanhado por três volantes no meio de campo, a armação do time catarinense já iniciou o jogo prejudicada. A esperança de gols era a dupla de ataque formada pelo experiente Julio Cesar e por Aloísio, que vem se destacando e é o artilheiro do time no campeonato.

Mas se a jogada mais repetida pelo Inter era o levantamento buscando Damião, sua primeira chance saiu por baixo. Após cobrança de falta na barreira, Ygor pegou a sobra e bateu de fora. Fred desviou e Dagoberto chegou de carrinho na pequena área para desviar por cima do gol de Wilson, desperdiçando grande chance de abrir o placar, aos 21 minutos.

E após mais tentativas pelo alto, veio a chance do atacante colorado se redimir - e ele não decepcionou. Marcando no campo de ataque, Dagoberto tirou a bola de Elsinho, passou por Canuto e de cobertura abriu a contagem no Beira-Rio, marcando um golaço, aos 38 do primeiro tempo.

Aos 44, Cassiano poderia ter ampliado após receber passe nas costas da defesa pela direita, mas o atacante mandou em cima do goleiro Wilson, que também teve méritos, realizando ótima saída e fechando o ângulo do colorado. Mas os deuses do futebol não perdoaram o erro, assim como Aloísio também não perdoou.

Aos 46, no último lance da primeira etapa e sua única chance no jogo, o centroavante do Figueirense recebeu passe na medida de Ronny dentro da área e mandou de cobertura, para igualar o placar e "copiar" o golaço de Dagoberto.

Fortíssimas emoções permeiam segunda etapa, que acaba com derrota colorada em casa

Ambas as equipes voltaram com todo o gás para quarenta e cinco minutos restantes. Nada diferente do que se poderia esperar, tendo em vista que a situação dos dois no campeonato não permite mais vacilos no percurso de seus objetivos - bem distintos, diga-se de passagem.

Nos primeiros doze minutos do segundo tempo foram várias chances de marcar, para os dois lados. Aos 5, Damião teve oportunidade após bola mal recuada por Sandro, mas parou em Wilson. Aos 8, numa jogada à la Barcelona, Ronny adiantou para Julio Cesar, que rolou de letra para Aloísio finalizar dentro da área, mas o centroavante fez o corta-luz para o mesmo Ronny, que apareceu para finalizar forte por baixo, mas Muriel fez ótima defesa.

Um minuto depois, passe de Dagoberto e nova finalização errada de Damião, de dentro da área. Aos 12, num ritmo alucinante, o mesmo Dagoberto passou pela marcação e finalizou ele mesmo, para boa defesa de Wilson; menos de um minuto depois - acredite - o atacante arrancou pela direita e assistiu Damião chutar rasteiro, a bola desviar na zaga e raspar a trave direita de Wilson, numa sequência inacreditável de chances perdidas.

A saída do centroavante colorado logo depois, devido ao cansaço da viagem de volta da Polônia, onde estava em amistoso pela seleção, não afetou o time, já que foi feita quase simultaneamente com a entrada de D'alessandro. O capitão do Inter conferiu ainda mais posse de bola e qualidade ao meio campo.

Com 25 minutos, para alívio da torcida, Rafael Moura não só marcou pela primeira vez com a camisa do Inter como colocou os colorados na frente do placar, após assistência de cabeça de Dagoberto dentro da área. E por muito pouco, segundos antes dos 30, Cassiano não ampliou: Sandro salvou em cima da linha chute do atacante, que pegou sobra de bola desviada na segunda trave.

A bola na trave de Fred, aos 35 desta eletrizante última etapa, parecia selar o domínio completo da partida pelos donos da casa. Mas mesmo sem assustar, o Figueirense continuava dando o máximo em campo, buscando de todas as formas o gol de empate.

Para revolta do técnico Fernandão, aos 43 minutos saiu o tal gol de empate. Pottker, que havia entrado minutos antes, conseguiu espaço e cruzou rasteiro da direita. A bola passou por toda a área do Inter e Ronny estufou as redes de Muriel, empatando a partida.

Mas "a bola pune", diria o ex-técnico colorado Muricy Ramalho, e na noite desta quarta-feira ela devia estar de péssimo humor. Não bastasse o empate nos minutos finais, Aloísio aproveitou uma péssima saída de Muriel e virou o jogo aos 45 minutos, desviando de cabeça novo cruzamento da direita, dando números finais ao duelo e sinal verde para as muitas vaias da torcida presente no estádio do Beira-Rio.


Internacional

-
Muriel
Goleiro
3.00
2
Edson Ratinho
Defensor
1.50
-
Fabrício
Defensor
2.50
-
Juan
Defensor
2.50
-
Rodrigo Moledo
Defensor
75′
3.00
-
Fred
Meio-campista
83′
3.00
5
Pablo Guiñazú
Meio-campista
48′
2.50
-
Ygor
Meio-campista
15′ 62′
 - 
-
Cassiano
Atacante
76′
2.50
-
Dagoberto
Atacante
39′ 42′
3.50
9
Leandro Damião
Atacante
63′
3.00

Figueirense

3.50
-
Wilson
Goleiro
2.00
-
Elsinho
Defensor
35′ 61′
2.00
-
Helder
Defensor
2.50
-
2.50
-
Claudinei
Meio-campista
49′
2.00
-
Coutinho
Meio-campista
71′
2.50
16
Doriva
Meio-campista
90′
3.00
-
Ronny
Meio-campista
46′ 88′
 - 
-
Sandro
Meio-campista
3.50
-
Aloísio
Atacante
40′ 46′ 90′
3.00
11

Reservas

12
Renan
Goleiro
 - 
-
 - 
-
Kléber
Defensor
 - 
-
3.00
15
Josimar
Meio-campista
76′
2.00
-
Otavinho
Meio-campista
 - 
-
2.50

Reservas

 - 
-
Neto
Goleiro
 - 
-
Gutieri
Defensor
2.50
-
BOTTI
Meio-campista
71′
 - 
-
Guilherme Lazaroni
Meio-campista
 - 
-
Jackson
Meio-campista
61′
 - 
-
Almir
Atacante
3.00
-

Técnico/Treinador

-
Dunga
Técnico
 - 

Técnico/Treinador

 - 
-
 
  • Gol
  • Gol Contra
  • Pênalti
  • Pênalti desperdiçado
  • Cartão Amarelo
  • Assistência
  • Pênalti defendido
  • Pênalti convertido
  • Pênalti desperdiçado
  • Cartão Amarelo / Cartão Vermelho
  • Cartão Vermelho
  • Entra
  • Sai
  • Lesão
  • Nota do Goal.com
  • Melhor em Campo para o Goal.com
  • Pior em Campo para o Goal.com
  • Ranking Melhores & Piores
  • Melhor em Campo para os Fãs
  • Pior em Campo para os Fãs
Resultados
 
Artilheiros
Jogador   Gols Pênaltis
Fred Fred
Atacante
Fluminense
1 1
Rafael Sóbis Rafael Sóbis
Atacante
Fluminense
1 0
Charles Aránguiz Charles Aránguiz
Meio-campista
Internacional
1 0