Notícias Placares ao vivo
Copa do Mundo

11 momentos históricos do futebol em que o VAR poderia ter ajudado

13:53 BRT 27/02/2019
Diego Maradona Argentina England
Trouxemos para você situações em que a decisão do árbitro seria diferente caso houvesse o recurso tecnológico e ajudaria (ou não) sua equipe

A inovação mais recente do futebol e que tem causado mais divergência de ideias entre quem concorda e discorda, o árbitro de vídeo tem causado divergência de ideias.

No entanto, muitas decisões duvidosas poderiam ter sido mudadas caso ele existisse em outras épocas. Confira 11 polêmicas que talvez teriam resoluções diferentes caso o VAR existisse.

  • Geoff Hurst goal England West Germany World Cup 1966

    Geoff Hurst e o gol não marcado na final de 1966

    Alemanha e Inglaterra eram inimigos mortais por conta da II Guerra Mundial, mas a rivalidade alcançou outro nível com a final da Copa do Mundo de 1966. Na ocasião, a partida estava empatada em 2 a 2 quando Geoff Hurst arrematou para o gol e a bola quicou em cima da linha e saiu. Apesar do árbitro suíço Gottfried Dienst não ter validado o tento, o bandeirinha russo Tofiq Bahramov considerou que a bola entrou. Hurst fez mais outro e fechou o placar em 4 a 2. Em 1996, a Universidade de Oxford realizou estudos e concluiu que o lance não deveria ter sido confirmado pela arbitragem.
  • harald schumacher

    Battiston e Schumacher - Copa do Mundo de 1982

    Patrick Battiston foi um defensor brilhante que defendeu a França em 56 jogos e ganhou cinco taças com Saint-Étienne, Bordeaux e Monaco. No entanto, o mundo de futebol lembra dele pelo choque com Harald Schumacher, que resultou em dois dentes perdidos, fratura no pescoço e coluna vertebral e um coma no hospital. O árbitro não viu o lance e concedeu apenas tiro de meta. Naquele momento, os franceses venciam a Alemanha por 3 a 1, mas levaram o empate e perderam nos pênaltis.
  • Diego Maradona Peter Shilton Argentina England 1986 World Cup

    Diego Maradona - A mão de Deus

    Sem dúvidas o momento mais famoso com o tema da história do futebol. Theo Reistma narrou o que poucos perceberam no momento quando Diego Maradona tirou a bola do alcance do goleiro da Inglaterra. O árbitro tunisiano Ali Bin Nasser achou que o camisa 10 da Argentina tivesse desviado a bola com a cabeça. Depois da Copa do Mundo de 1986, Nasser nunca mais apitou uma partida de Mundiais.
  • Korea Selatan vs. Italia 2002

    Drama italiano de 2002

    Guus Hiddink se tornou herói na Coreia do Sul quando alcançou as semifinais da Copa do Mundo de 2002. No entanto, a vitória sobre a Itália nas oitavas de final veio carregada de polêmicas. O árbitro Byron Moreno expulsou Francesco Totti após o segundo cartão amarelo por simulação de pênalti no qual ele sofreu contato do adversário. Posteriormente, um gol de Damiano Tommasi foi mal anulado por impedimento e seria o tento da vitória dos italianos por conta do critério do gol de ouro.

    No entanto, o triunfo foi mais sentido entre os vencedores. Jung-Hwan Ahn, que era jogador emprestado do Perugia, provocou a ira dos italianos de tal maneira que ele não retornou ao clube de origem. Byron Moreno, o árbitro do jogo, foi preso em setembro de 2011 e sentenciado a dois anos e meio de prisão por portar heroína na cueca um ano antes.
  • Luis Garcia Liverpool Chelsea 2004-05 Champions League

    O gol fantasma de Luis García

    O ex-treinador do Chelsea, José Mourinho, tem plena certeza de que o tento de Luis García na semifinal da Champions League em 2005 não seria validado se houvesse ajuda da tecnologia. Depois de um empate sem gols no primeiro jogo, disputado no Stamford Bridge, o espanhol abriu o placar com quatro minutos de jogo no Anfield Road. Apesar disso, é difícil confirmar se William Gallas tirou ou não a bola antes de passar da linha

    Lubos Michel, o árbitro responsável do confronto, validou o tento que deu a oportunidade de o Liverpool ganhar o jogo contra o Milan e erguer a taça da Champions League três semanas depois.

  • FC Chelsea FC Barcelona Övrebö Ballack Abidal 06052009

    Chelsea x Manchester United - Champions League de 2009

    Tom Henning Øvrebø reconheceu anos depois que suas decisões no jogo entre Chelsea e Barcelona custou ao time de Londres uma vaga na final de 2009. Depois de uma partida sem gols no Camp Nou, os Blues se aproximaram da vaga na final com o gol de Mikael Essien. No entanto o juiz não concedeu seis pênaltis para os londrinos e, mesmo com a expulsão de Eric Abidal, o Barça conseguiu empatar com Andrés Iniesta e avançar para a final, onde superaram o Manchester United.
  • Henry's handball VS Ireland

    A mão de Thierry Henry que tirou a Irlanda da Copa do Mundo - 2009

    O drama da classificação da França para a Copa do Mundo de 2010 passou pela repescagem, na qual tiveram a Irlanda como adversária. Na primeira partida, em Dublin, a seleção tricolor superou os irlandeses por 1 a 0, mas viram a vantagem se esvair com o gol de Robbie Keane no Stade de France. A situação se encaminharia para uma eliminação francesa dentro de casa, porém o domínio de bola com a mão de Thierry Henry, que deu assistência para o gol de William Gallas, foi suficiente para encaminhar a classificação para o Mundial da África do Sul.
  • Frank Lampard disallowed goal against Germany WC 06272010

    O gol não marcado de Lampard contra a Alemanha - 2010

    Talvez tenha sido uma ironia do destino ou apenas um erro crasso da arbitragem, mas o gol não marcado de Frank Lampard contra a Alemanha pode ser encarado como a vingança da Alemanha pelo ocorrido em 1966. Jorge Larrionda não viu a bola ultrapassar a linha depois de quicar e voltar para a mão de Manuel Neuer. Mesmo com o tento de Matthew Upson, os dois gols alemães os colocaram nas quartas de final.
  • Netherlands v Spain_2010 FIFA World Cup Final_Xabi Alonso_Nigel De Jong

    Nigel de Jong x Xabi Alonso - Copa do Mundo de 2010

    Howard Webb talvez tivesse tomado uma decisão diferente se tivesse o árbitro de vídeo disponível na final da Copa do Mundo de 2010 entre Espanha e Holanda. O pé de Nigel de Jong no estômago de Xabi Alonso ficou livre do cartão vermelho do árbitro, que puniu o volante holandês apenas com o amarelo. Naquela ocasião, entre os atletas das duas equipes, 14 advertências foram distribuídas, incluindo duas para John Heitinga, o único expulso.
  • Alex Oxlade-Chamberlain Kieran Gibbs Arsenal Chelsea Premier League 03222014

    O vermelho anulado incorretamente - Arsenal x Chelsea

    No seu milésimo jogo sob o comando do Arsenal e o que parecia ser uma tarde tranquila, seria um pesadelo graças aos 6 a 0 do Arsenal. A situação poderia ser pior se não fosse pela mão na bola de Alex Oxlade-Chamberlain. O problema foi que André Marriner expulsou Kieran Gibbs. Após muita contestação dos Gunners, o cartão foi retirado e ambos permaneceram na partida.
  • Stefan Kiessling phantom goal Bayer Leverkusen Hoffenheim 18102013

    Gol fantasma ll - Kiessling x Hoffenheim

    Stefan Kiessling marcou um dos gols mais bizarros da Bundesliga ao cabecear na lateral da rede e, por uma distância entre a rede e a trave, a bola aparecer no fundo do gol. Apesar da reclamação dos jogadores do Hoffenheim, o tento foi confirmado por Felix Brych, que admitiu não ter visto todo o lance por ter tido a visão atrapalhada no momento da conclusão do lance. A partida terminou em 2 a 1 para o Bayer Leverkusen