thumbnail Hello,
O futebol e o patrocínio esportivo das empresas de pneu

O futebol e o patrocínio esportivo das empresas de pneu

soccerex

O mês de agosto, período da janela de transferência efervescente e recorde de honorários entre as cinco maiores ligas do mundo, deu lugar a setembro e ao retorno das eliminatórias para a Copa do Mundo da FIFA 2014. Este é um bom período para refletir sobre uma categoria de patrocínio que tende a não obter muita atenção dos marqueteiros, mas que se tornou uma importante contribuição para as receitas de grandes eventos de futebol, as empresas de pneu.

O mês de agosto, período da janela de transferência efervescente e recorde de honorários entre as cinco maiores ligas do mundo, deu lugar a setembro e ao retorno das eliminatórias para a Copa do Mundo da FIFA 2014. Este é um bom período para refletir sobre uma categoria de patrocínio que tende a não obter muita atenção dos marqueteiros, mas que se tornou uma importante contribuição para as receitas de grandes eventos de futebol, as empresas de pneu.

Antes da Continental quebrar o antigo molde ao patrocinar a UEFA Champions League em 1995, os principais fabricantes de pneu focavam , naturalmente, nos esportes a motor, onde eles poderiam demonstrar seus produtos inovadores. Na verdade, dois dos principais fabricantes de pneus, Michelin e Goodyear, furaram essa política, enquanto a Pirelli está comprometida com a Fórmula 1, apesar de alguns grandes problemas na temporada 2013.

A Pirelli, com sede em Milão, também é patrocinador de camisa da Internazionale desde 1995, mas a investida da Continental no futebol levou o setor a um novo nível. A empresa alemã é Parceira Global da FIFA em um acordo que cobre a Copa das Confederações da FIFA de 2013 e a Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014. Complementando seu status de patrocinador oficial ainda estão a Euro 2012, na Polônia e Ucrânia, e a Euro 2016, na França.

No que pode ser considerado um movimento contrário no mercado sul-americano, a Bridgestone, 2ª maior empresa do mundo no setor, tirou o seu nome da Copa Sul-americana desta temporada e transferiu para a mais prestigiada Copa Libertadores da América. Ramiro Pineda, Gerente de Marca Promoção e Publicidade da Bridgestone para a América Latina disse, mês passado, à Sports Sponsorship Insider que a empresa estima que a Libertadores ofereça cerca de seis vezes mais valor do que a Sul-americana.

Se ainda é muito cedo para dizer que a indústria de pneu se estabeleceu como uma categoria de patrocínio importante em eventos esportivos (como automobilística, telecomunicações e cerveja), a presença da Continental no futebol já não é uma ação esporádica de um setor industrial. E se as novas empresas de pneus da Ásia chegarem à conclusão de que o futebol, ao invés do automobilismo, é a melhor maneira para atingir seus consumidores, os detentores dos direitos das competições poderão confiar nelas.

Esta é uma opinião pessoal de Matthew Glendinning, editor da Sports Sponsorship Insider.

From the web