Gilette Brasil Global Tour
 
Disputada
junho 6, 2014 4:00 PM BRT
Estádio Cícero Pompeu de Toledo (Morumbi) — São Paulo, São Paulo
Árbitro:‬ E. Cáceres‎
Público total:‬ 67042‎
 
58′ Fred
 

Brasil 1 x 0 Sérvia: Seleção joga mal, mas vence último amistoso antes da Copa

Fred marca gol sentado e garante a vitória do Brasil no último compromisso antes da estreia contra a Croácia

Por Livia Muniz

Fred Brazil Serbia Friendlies 06062014
Mowa Press

A sexta-feira em São Paulo foi de greve no metrô, trânsito caótico nas ruas, chuva com frio e Seleção Brasileira. Neymar e Cia. fizeram o último amistoso do Brasil antes da estreia na Copa do Mundo, contra a Cróacia, na próxima quinta-feira, e venceu a Sérvia por 1 a 0, com gol de Fred. Não houve show de gols e a equipe não apresentou seu melhor futebol, mas a vitória foi suficiente para alegrar o torcedor que enfrentou um dia nem um pouco fácil na capital paulista para ver o jogo no Morumbi.

Primeiro tempo ruim e vaias no intervalo

A torcida paulista enfrentou problemas para chegar ao Morumbi. O segundo dia de greve no metro deixou o trânsito congestionado, e a situação ficou ainda pior com a chuva que caiu durante o dia em São Paulo. Muita gente só conseguiu entrar com a bola já rolando entre Brasil e Sérvia.

Mas quem não conseguiu ver os primeiros minutos da Seleção Brasileira não perdeu muita coisa. De fato, o primeiro tempo da equipe de Luiz Felipe Scolari foi ruim, com muitas faltas e dois cartões amarelos para Petrovic e Matidc, que fizeram faltas duras em Neymar.

Apesar de manter maior posse de bola, a equipe não conseguia furar o bloqueio defensivo da Sérvia e arriscava os chutes de longa distância. Aos 24 minutos, Neymar rolou para Fred, no meio, e o camisa 9 chutou de fora da área e mandou a bola muito perto da trave esquerda de Stojkovic.

Mas o melhor lance do primeiro tempo aconteceu aos 31 minutos e foi a favor dos sérvios. Tadic foi à linha de fundo pelo lado direito e cruzou na área, Mitrovic subiu mais algo que toda a defesa brasileira, mas cabeceou para fora. O resultado foi vaias da torcida aos jogadores brasileiros na saída para o intervalo.

Gol de Fred e vitória garantida

O início do segundo tempo foi muito similar ao primeiro e os torcedores foram ficando ainda mais impacientes. Até que Fred, aos 13 minutos, fez a festa dos paulistas. Thiago Silva fez longo lançamento na área, o atacante recebeu a bola, mas caiu no chão, e sentado deu um toque na bola para abrir o placar.

O gol de Fred acalmou os ânimos da torcida e deu mais tranquilidade à própria Seleção Brasileira, que ficou trocando passes em busca de espaços na retranca da Sérvia. Mas aos 26 minutos, a equipe de Felipão levou mais um susto. Kolarov fez boa jogada pela esquerda e cruzou para Jojic cabecear na trave.

Dois minutos depois, mais um grande lance dos sérvios. Em ótima jogada individual de Tosic, o volante arrancou pela meia-esquerda, invadiu a área e chutou cruzado para a defesa de Júlio César. O Brasil respondeu aos 29, Neymar fez grande lançamento para Hulk invadir a área e marcar, mas o assistente marcou incorretamente o impedimento.

Se aos 30 minutos Fred foi substituído por Jô sob aplausos dos torcedores, Neymar não teve a mesma sorte cinco minutos depois, quando saiu para entrada de Bernard. A torcida ainda chegou a ensaiar vaias ao camisa 10 que, diferentemente do jogo contra o Panamá no Serra Dourada, não fez uma boa partida no Morumbi.

Felipão teve a oportunidade de fazer modificações e testar jogadores no último compromisso da Seleção. Além de Jô e Bernard, Maicon, Maxwell, Fernandinho e William também entraram no segundo tempo. Mas às vésperas da Copa do Mundo, e com a bruxa solta nas outras seleções, os jogadores não quiseram se arriscar e conseguiram administrar o resultado.

Ainda assim, já nos acréscimos do segundo tempo, dois substitutos participaram da jogada que quase resultou no segundo gol do Brasil. Após cobrança de escanteio, Maicon cruzou na medida para Jô cabecear, mas o goleiro Lukac fez grande defesa. Foi a última grande oportunidade antes do apito final do árbitro paraguaio Enrique Cáceres. Agora, só na Copa do Mundo.

Brasil

1
Julio César
Goleiro
22
Daniel Alves
Defensor
72′
23
David Luiz
Defensor
12
Marcelo
Defensor
76′
4
Thiago Silva
Defensor
58′
22
Luiz Gustavo
Meio-campista
11
Oscar
Meio-campista
46′
8
Paulinho
Meio-campista
65′
-
Fred
Atacante
58′ 75′
29
Hulk
Atacante
11
Neymar
Atacante
81′

Sérvia

-
-
Dusko Tosic
Defensor
-
Miloš Jojić
Meio-campista
21
Nemanja Matić
Meio-campista
41′
-
Radosav Petrović
Meio-campista
15′ 86′
-
Dusan Tadic
Meio-campista
70′

Reservas

1
Jefferson
Goleiro
1
Victor
Goleiro
4
Dante
Defensor
-
Henrique
Defensor
13
Maicon
Defensor
72′
17
Maxwell
Defensor
76′
-
Bernard
Meio-campista
81′
25
Fernandinho
Meio-campista
65′
-
Hernanes
Meio-campista
7
Ramires
Meio-campista
22
Willian
Meio-campista
46′
7

Atacante
75′

Reservas

-
-
Darko Lazović
Meio-campista
8
Nemanja Gudelj
Meio-campista
81′
21
Zoran Tosic
Meio-campista
70′
21

Técnico/Treinador

-
Dunga
Técnico

Técnico/Treinador

 
  • Gol
  • Gol Contra
  • Pênalti
  • Pênalti desperdiçado
  • Cartão Amarelo
  • Assistência
  • Pênalti defendido
  • Pênalti convertido
  • Pênalti desperdiçado
  • Cartão Amarelo / Cartão Vermelho
  • Cartão Vermelho
  • Entra
  • Sai
  • Lesão
  • Nota do Goal.com
  • Melhor em Campo para o Goal.com
  • Pior em Campo para o Goal.com
  • Ranking Melhores & Piores
  • Melhor em Campo para os Fãs
  • Pior em Campo para os Fãs