Gilette Brasil Global Tour
 
Disputada
outubro 11, 2014 9:05 AM -03
Beijing National Stadium — Beijing
Árbitro:‬ Fan Qi‎
Público total:‬ 52313‎
 
 
 

Prévia Brasil x Argentina: Rivais se enfrentam pela 100ª vez em cem anos

Em mais uma edição, neste sábado, o Superclássico das Américas celebra uma das maiores rivalidades do futebol mundial

Por Cássio Santestevan

Lionel Messi Neymar 2014 World Cup Golden Boot
Getty Images / Goal

Brasil e Argentina se enfrentam pela 100ª vez em cem anos neste sábado, às 9h05, em Pequim, na China. A rivalidade que começou em setembro de 1914, recomeça em um lugar desconhecido.

Sob o comando de Dunga, em seu retorno, a Seleção Brasileira venceu Colômbia e Equador, por 1 a 0, nos últimos amistosos. Do outro lado, frente ao maior rival, também de técnico novo, a Albiceleste expera surpreender os brasileiros.

Gerardo Martino afirmou que o fato do clássico ser disputado na Ásia não tirará o brilho e o tempero do confronto. Pelo Superclássico das Américas, torneio que voltou a ser disputado em 2011, as duas nações medem forças neste fim de semana.

"Vamos tentar fazer o que fizemos contra a Alemanha", disse Martino. "Argentina contra o Brasil é o clássico mais importante entre seleções. Não importa onde o jogo é realizado, é sempre importante para a história entre para nós e também para os jogadores", afirmou Martino.

O técnico brasileiro realizou treinamento na manhã da sexta-feira e praticamente definiu a equipe, que deve ir a campo com Jefferson, Danilo, Miranda, David Luiz e Filipe Luís, Luiz Gustavo, Elias, Oscar e Willian, Neymar e Diego Tardelli. Após o jogo deste sábado, o Brasil pega o Japão, terça-feira, dia 14, em Cingapura.

Vivendo momentos de renovação, asduas seleções buscam a vitória, que consolidaria ainda mais o trabalho à frente das seleões. Sob o comando de Tata Martino, substituto de Alejandro Sabella, a seleção argentina estreou em amistosos após o Mundial, em que foi vice-campeã, com uma surpreendente vitória por 4 a 2 sobre a Alemanha, em uma reedição da final da Copa.

O argentino deve manter a base da equipe que escalou contra a Alemanha, com uma mudança, a entrada de Lionel Messi.

A partida marca também o retorno de Kaká, 32 anos, à seleção, após 18 meses sem ser convocado. Souza, companheiro do meia no São Paulo e o goleiro do Grêmio, Marcelo Grohe, também são novidades. Os dois jogadores substituiram Ricardo Goulart e Ramires, desconvocados devido a lesão.

"Estou muito feliz por estar de volta depois de um longo tempo longe seleção, isso vem como uma recompensa para o trabalho que eu tenho feito. Isso mostra que eu tenho feito algo de bom", afirmou Kaká.

"Eu espero que eu possa acrescentar muito para o Brasil com a minha experiência, eu acho que posso ajudar", concluiu ele.

Direto do Campo
Últimos Cinco Jogos