PSG 7 x 1 Celtic: No ritmo de Neymar, Cavani e companhia, parisienses aplicam nova goleada na Champions League
Neymar (2), Cavani (2), Mbappé, Verratti e Daniel Alves fizeram os gols dos mandantes; Dembélé fez o único dos escoceses

Após um minuto de desatenção e sair atrás do placar contra o Celtic, o PSG deu um 'start', acordou para o jogo e aplicou uma nova goleada implacável no Parque dos Príncipes: 7 a 1 sobre os escoceses, na noite desta quarta-feira (22), em partida válida pela quinta rodada do grupo B da Champions League. Neymar (2), Cavani (2), Mbappé, Verratti e Daniel Alves fizeram os gols dos mandantes; Dembélé fez o único dos visitantes.

Com o resultado, o PSG segue na liderança de seu grupo, 15 pontos e 100% de aproveitamento. Já o Celtic fica em terceiro, com três pontos marcados. Na última rodada, os parisienses visitam o Bayern de Munique, enquanto os escoceses recebem o Anderlecht.

O jogo

O PSG entrou em campo de forma completamente desligada e o Celtic aproveitou. Logo com 1 minuto, Ntcham cobrou escanteio e rolou para o meio da área. Dembélé encheu o pé, a bola desviou em Cavani e Areola aceitou.

Julian Draxler PSG Celtic Champions League 22112017
(Foto: Getty Images)

Mas foi o 'start' que os parisienses precisavam para cordar para a partida. Aos 9, Rabiot acionou Neymar, que entrou na área e bateu cruzado, deixando tudo igual, aos 9. Já aos 22 o brasileiro tabelo com Verratti e virou o marcador. O domínio seguiu total dos parisienses e Cavani fez o terceiro após assistêcia de Neymar na marca dos 28. Pouco depois, foi a vez de Mbappé encher o pé e anotar o quarto.

Na etapa complementar o PSG seguiu ditando o ritmo do jogo, ainda que com um pouco menos de intensidade, e mais gols saíram. Aos 29, a defesa escocesa não afastou cruzamento e Verratti tratou de fazer o quinto gol. Logo em seguida, Kurzawa tabelou com Neymar e cruzou. Cavani, com estilo, pegou de primeira e anotou o sexto. E coube a um brasileiro fechar o marcador. Na sequência, Daniel Alves fez belo gol e concluiu a goleada em Paris.

Comentários ()