Três anos do 7 a 1: data jamais será esquecida pelo mundo do futebol

CompartilharFechar Comentários
Dura, humilhante e histórica derrota do Brasil para a Alemanha faz aniversário neste sábado

8 de julho de 2014 passou a ser uma data que o brasileiros gastariam de apagar da memória, e super valorizada e lembrada mundo a fora. Neste dia, o Brasil sofreu uma dura, humilhante e histórica derrota do Brasil para a Alemanha, no Mineirão: 7 a 1, na semifinal da Copa do Mundo. E hoje, o espisódio que ficou conhecido como Mineiraço completa três anos e será relembrado ainda mais a cada ano e década que passar.


VEJA TAMBÉM:


Naquela terça-feira, havia toda uma expectatica para o grande embate que Brasil e Alemanha fariam, principalmente com a oportunidade dos anfitriões, sem Neymar (lesionado) chegarem a mais uma final de um mundial dentro de casa. Mas o que não foi esperado, era que os alemães iam atropelar os brasileiros de uma forma que não será esquecida jamais no mundo do futebol.

A Goal Brasil relembra como foi o o fatídico e mais triste dia para o futebol brasileiro.  

Mineirão derrama suas lágrimas já no primeiro tempo

A partida começou promissora para o Brasil. O time de Felipão pressionava, mostrava velocidade. A primeira chance veio aos 12 minutos, quando Marcelo bateu de fora da área, com certo perigo. A Alemanha foi se estruturando minuto a minuto, armando a armadilha que se mostraria muito mais do que fatal. Aos 11', Thomas Müller abriu o placar arrematando dentro da área, sozinho, após escanteio batido por Toni Kroos.

Com a Alemanha na frente, o jogo da Seleção esfriou. Mas ainda havia muita esperança no Mineirão. A torcida cantava. O apoio sofreu outro baque aos 23’. E foi histórico. Klose recebeu dentro da área e bateu para a defesa de Julio César. No rebote, o camisa 11 não desperdiçou: 2 a 0 e liderança isolada como maior artilheiro da história das Copas, com 16 tentos em Mundiais.

Miroslav Klose Germany Brazil World Cup 08072014
(Foto: Getty Images)

O placar desestabilizou completamente o Brasil. No Minuto seguinte, Kroos anotou o terceiro. E o que era muito ruim, mostrou ficar muito, muito pior. Aos 26 minutos Kroos voltou a marcar, transformando a vitória em goleada. Lágrimas no Mineirão e torcedores deixando o estádio. Alguns sequer viram Khedira marcar um incrível 5º gol aos 29’. Com menos de 30 minutos a Seleção já levava a sua maior goleada na história dos Mundiais.

Dante Julio Cesar Brazil Germany World Cup 2014
(Foto: Getty Images)

Confira os números do jogo:

E a vergonha continua...

O segundo tempo começou em meio ao clima de velório. Em campo, a Alemanha procurava administrar o jogo enquanto o Brasil buscava uma maneira de diminuir a gigante vergonha. Felipão fez duas alterações: Ramires e Paulinho nos respectivos lugares de Hulk e Fernandinho. Aos 51’, Ramires arriscou chute e Neuer apareceu bem para fazer a intervenção. No minuto seguinte o goleiro alemão apareceu bem defendendo chute de Oscar e logo depois fez um milagre ao defender a tentativa da Paulinho, dentro da área.

7 a 1 Brasil Alemanha I stats

A Alemanha respondeu aos 60 minutos, em chute de Müller muito bem defendido por Julio César. O camisa 12 voltou a aparecer bem aos 66’, saindo da área e impedindo que Schürrle marcasse o sexto da Nationalelf. Mas o problema foi apenas adiado, já que o camisa 9 fez o sexto aos 69’. Schürrle fez o sétimo gol aos 79’. Aos 90', Oscar diminuiu para a seleção brasileira, um gol que não diminuiu em nada a grande vergonha que foi esta apresentação para a história da Seleção.

GALLERY ONLY Brazil x Germany World Cup 2014
(Foto: Adrian Dennis/AFP/Getty Images)

Próximo artigo:
Campeonato Brasileiro 2017: os artilheiros e garçons da temporada
Próximo artigo:
Fla: no radar de Real e Barça, onde Lincoln se encaixaria melhor?
Próximo artigo:
Champions League: os mais indisciplinados da temporada 2017/18
Próximo artigo:
Os números, gráficos e a evolução do Flamengo no Brasileirão
Próximo artigo:
Tite já convocou 60 jogadores: veja quem são os recordistas do treinador
Fechar