Sheik pede perdão para Dudu e confirma conversas para renovar com o Corinthians

CompartilharFechar Comentários
Atacante entrou no segundo tempo e deu assistência para o gol da vitória do Timão sobre o Fluminense

Emerson Sheik voltou a ser fundamental para o Corinthians. No último domingo (15), o jogador entrou no lugar de Mateus Vital durante o segundo tempo e deu assistência para Rodriguinho marcar seu segundo gol no duelo, que garantiu a vitória do Timão por 2 a 1 sobre o Fluminense, em Itaquera.

Após a partida, o jogador confirmou estar conversando com a diretoria do clube alvinegro para ampliar seu vínculo que se encerra no fim do semestre.

"Tenho contrato com o Corinthians até o meio do ano. Quando cheguei, falei que não queria me aposentar, até porque não tinha passado pela minha cabeça. Vim porque eu amo o Corinthians, gosto daqui, poderia ter ficado no Rio curtindo a minha vida com meus filhos”, declarou.

"Quando aceitei, eu sabia que tinha seis meses para poder não apagar a minha história no clube. E acho que estou conseguindo isso. Já surgiram algumas conversas. Tenho relacionamento bom com Fábio (Carille), Andrés e Duílio. É um assunto que precisamos sentar e conversar”, acrescentou.

Emerson Sheik e Pedrinho - Corinthians - Campeonato Paulista - 8/04/2018

Sheik também aproveitou a ocasião para dizer que pediu desculpas a Dudu por tê-lo xingado durante a comemoração do título do Paulistão.

“Brinquei, não vou perder esse perfil. Se a gente ganhar do Palmeiras amanhã, eu vou zoar de novo, vou zoar o Dudu também, se for o caso, mas realmente o palavrão passou um pouquinho, e eu reconheço que o palavrão não poderia, mas eu estava em um momento de pura felicidade, foi um título que foi difícil. ‘Ah, é um Paulista’, não importa, foi extremamente difícil, nós perdemos o primeiro jogo, o time do Palmeiras é muito qualificado, lá dentro do estádio deles conseguimos a vitória, levantar a taça lá dentro é muito difícil, obviamente que não justifica os palavrões, mas eu liguei para o Dudu, pedi desculpas para ele e para a família dele pelos palavrões, a intenção não era ofender, até porque eu nunca tive problema com o Dudu ou qualquer outro atleta do Palmeiras, mas o palavrão passou um pouco do ponto”, explicou o camisa 47.

Próximo artigo:
Copa América apresenta logo oficial para edição de 2019 no Brasil
Próximo artigo:
Emre Can sobre CR7: “A Juventus já era forte, mas Cristiano melhora qualquer time”
Próximo artigo:
Chelsea faz jogo duro e quer R$ 1 bilhão para liberar Hazard e Courtois ao Real Madrid
Próximo artigo:
Marek Hamsik 'cutuca' Cristiano Ronaldo: “se você não é Diego Maradona, não pode vencer jogos sozinho”
Próximo artigo:
Presidente? Vanderlei Luxemburgo revela que pode concorrer às eleições do Flamengo
Fechar