Sem Vinicius Júnior, Paquetá assume protagonismo da base sozinho e pode chegar à Seleção

CompartilharFechar Comentários
Próximos meses serão importantíssimos na carreira do jogador que pode se consolidar no futebol brasileiro e chegar na Canarinho

Um dos melhores jogadores do Flamengo desde a última temporada, Lucas Paquetá vai encarar um desafio grande nos próximos meses. Aos 20 anos, o meia se torna uma das maiores esperanças do Rubro-Negro não só dentro de campo, mas também fora dele. 

Isso porque se antes dividia as credencias com Vinicius Júnior e até Felipe Vizeu, que reencontrou o futebol e foi importantíssimo para o Flamengo até aqui, o garoto é, no entanto, a prata da casa mais bem adaptada ao profissional e com condições de conduzir o time nas três importantes competições pela frente. 

Ele carrega consigo o carinho do torcedor e a possibilidade de se tornar um ídolo, coisa cada vez mais rara no futebol brasileiro. Pensando em um projeto justamente deste tipo, o Flamengo não pretende negociar o jogador, que já declarou mais de uma vez que deseja ficar no Brasil, pelo menos por enquanto. 

Lucas Paqueta Flamengo Corinthians Brasileirao Serie A 03062018
(Foto: Gilvan de Souza / Flamengo / Divulgação)

Além disso, ele esteve presente na lista de suplentes do técnico Tite para a Copa do Mundo, o que indica ser um jogador que está no radar para os próximos anos na Seleção, vale lembrar que, em setembro, o Brasil disputa o primeiro jogo Brasil Global Tour pós Mundial e não seria nenhuma surpresa se o nome de Paquetá aparecesse na lista. 

Um atleta versátil que pode atuar em várias posições no meio-campo e tem pegada tanto para ajudar na marcação, quanto para chegar com qualidade no ataque. Também tem talento para a bola parada e não costuma sentir pressão, vide os gols que marcou na final da Copa do Brasil e na Sul-Americana. 

GFX FLAMENGO

"Seja com três homens de meio, mais recuado ou à frente, me sinto à vontade. Se for um 4-4-2, estamos treinando para termos recursos caso alguma coisa não encaixe no jogo, termos saída e não fazer nada no desespero", afirmou o atleta já de olho no duelo contra o São Paulo. 

Felipe Vizeu e Lucas Paquetá 24 09 16
(Foto: Divulgação / Instagram)

Com três importantes competições pela frente, Brasileirão, Libertadores e Copa do Brasil, Paquetá sabe que se seguir com as boas atuações e ajudar o Flamengo na conquista de uma delas, principalmente nas duas primeiras, entrará para o hall de ídolos do clube e subirá um degrau na carreira, além de claro, deixa-lô na cara para fazer parte do novo ciclo da Seleção Brasileira. 

Próximo artigo:
Dez anos depois, Boca Juniors reencontra Barcelona com apenas dois jogadores do elenco de 2008
Próximo artigo:
Arquiteto do improvável, Hallgrímsson deixa o comando da Islândia
Próximo artigo:
Paolo Guerrero está livre para jogar pelo Flamengo, diz Tribunal suíço
Próximo artigo:
"Novo" Flamengo encara o São Paulo com missão de manter desempenho de antes da Copa
Próximo artigo:
Ponto de equilíbrio da Seleção, Casemiro saí por cima na Copa e é esperança para o futuro brasileiro
Fechar