São Paulo: Diego Souza não segura emoção contra o Sport, e Aguirre mantém pés no chão

CompartilharFechar Comentários
Confira o que disseram o atacante e o treinador da equipe do Morumbi após a vitória sobre os pernambucanos

Diego Souza teve um domingo (12) inesquecível, e não escondeu a emoção após vitória por 3 a 1 do São Paulo sobre o Sport, em Recife. O resultado manteve o Tricolor Paulista na liderança do Brasileirão 2018, com 38 pontos – um a mais em relação ao Flamengo.

E tudo começou com um gol de Diego Souza, aos 30 minutos (Nenê e Tréllez completaram a vitória, enquanto Marlone diminuiu para os pernambucanos). O camisa 9 comemorou timidamente, em respeito ao ex-clube, e não conteve as lágrimas quando deixou o campo e teve o nome gritado pelas duas torcidas presentes na Ilha do Retiro.

"Não sabe o quanto era difícil pra mim voltar aqui, ainda mais como rival. Fiz amizade muito boa aqui, me senti em casa. Então, você vir contra seus companheiros é uma situação bem complicada. Mas fico feliz com o resultado, a gente precisava de uma vitória aqui. E fico triste pela situação em que o Sport se encontra (15º, perto da zona de rebaixamento). A gente torce para que eles possam se encontrar no campeonato", disse o jogador, substituído aos 77 minutos.

Após o jogo, o técnico do São Paulo, Diego Aguirre, voltou a mostrar que o Tricolor vai lidar com a liderança sempre com os pés no chão. Mesmo com a boa exibição, o uruguaio não quer fazer promessas ao torcedor.

"Não falo em nenhum momento que o São Paulo será campeão. O São Paulo está bem, é um campeonato muito difícil, tem muitos jogos pela frente. Estamos em um bom momento, que temos que cuidar, trabalhar cada vez mais, porque há muitos jogos e ainda teremos muitas dificuldades. Não podemos falar nada disso de ser campeão, porque realmente falta muito".

"Sei que é uma boa pontuação, mas o importante é manter o nível e continuar jogando como jogamos até agora. Como falo sempre, temos que tentar ganhar o próximo jogo. Os pontos são bons, mas o importante são os pontos ao final do campeonato. Temos que manter a regularidade e ir jogo a jogo".

Próximo artigo:
Vitória no Brasileirão anima Gabigol para oitavas da Libertadores: “manter essa pegada”
Próximo artigo:
Há dois anos, Brasil de Neymar e Gabriel Jesus faturava o inédito ouro olímpico
Próximo artigo:
Com mais chances no Real, Ceballos pede que time 'esqueça' CR7: "o que ele tem a dizer não nos afeta"
Próximo artigo:
La Liga: saiba por que Coutinho foi reserva na estreia do Barcelona
Próximo artigo:
Ninho do Urubu: depois da queda de rendimento, diretoria Rubro-Negra se mostra fadada ao "cheirinho" de derrota
Fechar