Ricardo Teixeira diz que Brasil é seguro e não vai fugir

CompartilharFechar Comentários
Ex-presidente da CBF acredita que não deve temer acusações recentes

Recentemente surgiram informações de que Ricardo Teixeira, ex-presidente da CBF, tinha consultado Sandro Rosell, ex-presidente do Barcelona, sobre bons lugares para fugir da polícia. Ao comentar sobre o "Relatório Garcia", Teixeira respondeu sobre isso.

"Tem lugar mais seguro que o Brasil? Qual é o lugar? Vou fugir de que, se aqui não sou acusado de nada? Você sabe que tudo que me acusam no exterior não é crime no Brasil. Não estou dizendo se fiz ou não", afirmou em entrevista à Folha de S. Paulo.

O "Relatório Garcia" indica que Ricardo Teixeira recebeu propina para eleger o Catar como sede da Copa do Mundo de 2022. O ex-presidente da CBF minimizou e negou as denúncias.

Uma das alegações é que ele recebeu dinheiro por fora em um amistoso no país asiático. Mas ele nega e diz ter provas: "o preço do jogo que fizemos no Qatar com a Argentina foi literalmente o mesmo do contrato dos outros jogos".

Próximo artigo:
Campeonato Brasileiro 2017: os artilheiros e garçons da temporada
Próximo artigo:
Fla: no radar de Real e Barça, onde Lincoln se encaixaria melhor?
Próximo artigo:
Champions League: os mais indisciplinados da temporada 2017/18
Próximo artigo:
Os números, gráficos e a evolução do Flamengo no Brasileirão
Próximo artigo:
Tite já convocou 60 jogadores: veja quem são os recordistas do treinador
Fechar