Pagodão da Bahia e Jair responsável pela transferência: Marcos Vinícius e o ótimo início no Botafogo

CompartilharFechar Comentários
Destaque no começo de caminhada no Glorioso, meia revela detalhes da noite inesquecível no Maracanã e avisa: "quero fazer história aqui"


EXCLUSIVA


Bastou um telefonema de Jair Ventura para acabar com as dúvidas e aceitar jogar com a camisa do Botafogo. Envolvido em uma troca com Sassá, que deixou o Alvinegro rumo ao Cruzeiro, Marcos Vinícius, de apenas 22 anos, não só deixou a incerteza e o medo para trás, como também vem lutando para vencer a timidez.

Ainda se acostumando com a nova rotina no Rio de Janeiro, o meia de um tom de voz calmo, energia boa e sorriso fácil, precisou de apenas um mês no novo clube, ou mais precisamente dois jogos, para cair nas graças dos torcedores e do técnico que já confiava no seu potencial. 

"As coisas estão acontecendo muito rápido, graças à Deus. Estou muito feliz por estar bem e poder ajudar os meus companheiros dentro de campo. Espero dar sequência e muitas alegrias para o clube e a torcida", afirmou em entrevista à Goal.

PS Marcos Vinicius

E certamente Marcos Vinícius ainda tem muito a oferecer. Contra o Atlético-MG, o jogador sofreu o pênalti que originou o gol de empate. Já na última quarta-feira (12), na vitória sobre o Fluminense por 1 a 0, entrou em campo pela primeira vez como titular e saiu aplaudido pelos torcedores presentes após uma boa apresentação em pouco mais de 60 minutos.

Mas a novidade em cima da hora não foi motivo para abalar o jovem psicologicamente. Satisfeito com o seu desempenho, ele confessa que foi difícil dormir naquela noite, relembrando os fatos no Maracanã e a surpresa agradável da escalação.

"Fiquei sabendo que ia entrar em cima da hora, na preleção. O Jair perguntou quem ainda não tinha começado e me apresentei. Aí ele falou: "então é você mesmo que vai para o jogo" [risos]. Na hora eu me assustei um pouco, mas estava tranquilo. Apesar de ser jovem, já participei de muitos clássicos. O importante é que eu estava preparado", frisou.

Números do jogador contra o Fluminense

"Quando cheguei em casa eu fiquei pensando: "e se eu não estivesse preparado?" Fiquei sabendo em cima da hora. Mas fiquei muito feliz pela oportunidade e pela recepção da torcida. Eles me receberam muito bem, quando fui substituído eles me aplaudiram. Isso me dá uma motivação a mais. Demorei para dormir pensando nas coisas boas que aconteceram na partida", completou.

O pedido de Jair para que o jovem deixasse a timidez longe dos gramados deu certo e Vinícius, inclusive, tem se esforçado para se soltar em frente as câmeras e aos jornalistas. Muito reservado e caseiro, o jogador revelou que ainda não conseguiu conhecer a sua nova cidade, mas que deseja visitar os pontos turísticos mais badalados.

Marcos Vinícius Botafogo Fluminense Brasileirão 13 07 2017

"Minha mãe veio comigo, só fico com ela mesmo. Ainda não consegui conhecer muito o Rio, não tive oportunidade, mas ainda tenho tempo. Quero conhecer os pontos turísticos como o Cristo, Pão de Açúcar, mas já consegui ir à praia", afirmou.

Ainda se entrosando com os seus novos companheiros, o meia acredita que o principal fator para o sucesso da equipe na Copa Libertadores está justamente na união do grupo, que tem como objetivo o título inédito.

"Fui muito bem recebido. Logo quando cheguei começaram a brincar comigo, é um grupo muito fechado, humilde. Fiquei muito feliz pela união, me cativou bastante. Isso com certeza faz parte do sucesso que estão vivendo", afirmou.

Marcos Vinicius - Botafogo

"O grupo está confiante na Libertadores. Estamos acreditando muito no título. É um grupo humilde, que pensa no jogo após jogo, mas com a confiança muito elevada para se Deus quiser coroar com o título", acrescentou.

Com contrato com o Botafogo por três anos, Marcos Vinícius sonha alto e quer fazer história no clube. Com pés no chão e carisma, como ele vem provando que tem, o meia pode ser uma peça importante para o elenco alvinegro. O caminho está certo.

"Vim para fazer história, acredito no meu potencial e no meu futebol. É um clube grande, que tem vitrine e me dá oportunidade. Então, espero construir uma história bonita aqui, com títulos e deixando o meu nome marcado na história do clube", concluiu.

Veja outros pontos da entrevista:

Jogo contra o Sport nesta segunda-feira (17)

"Ainda não sei se vou jogar contra o Sport. O Bruno teve um probleminha, não sei exatamente o caso dele, mas espero que ele esteja bem para poder nos ajudar. Caso não esteja, o Jair pode contar comigo porque vou estar preparado".

Jair Ventura Botafogo Fluminense Carioca Taca Rio 09042017

Jair Ventura, o responsável por sua ida para o Botafogo

"O responsável foi o Jair. Tive uma conversa com o meu procurador, com o clube, mas o que me motivou mais foi a ligação do Jair. Deixei de lado as dúvidas e vim de coração aberto para cá"

Elogios ao técnico

"Jair é inteligente, um excelente treinador, passa confiança para os mais jovens. Com ele não tem titular absoluto, sempre frisa que quem estiver bem vai jogar. Estou aprendendo muito com ele"

Marcos Vinicius - Botafogo

Estilo musical e time favorito no videogame

"Gosto muito do pagodão da Bahia [risos]. Ainda não coloquei para o pessoal escutar, mas o Dudu coloca sempre a swingueira da Bahia"

"Ainda não joguei videogame com eles. Na concentração estou sempre com o Marcelo e ele não gosta muito, ao contrário de mim. Jogo bastante com o Real Madrid e agora com o Botafogo, claro [risos]."

Sonho de jogar na Europa e Liga favorita

"Todo jogador sonha com a Europa, comigo não é diferente. Penso em algum clube da Espanha".

Próximo artigo:
Sergio Ramos: "Estamos aqui para defender o título e lutar para vencer nosso sexto Mundial de Clubes"
Próximo artigo:
Dia, hora e TV: quando será disputado o clássico entre Real Madrid x Barcelona
Próximo artigo:
UEFA sorteia duelos das oitavas de final da Champions League. Confira os duelos!
Próximo artigo:
Bom fim de semana para Balotelli e Mbappé vai para a Disneyland - Ligue 1 nas redes sociais
Próximo artigo:
Artilheiros da Premier League 2017-18: Salah ultrapassa Kane
Fechar