O quanto antes Cavani aprender que Neymar é o chefe, melhor

CompartilharFechar Comentários
O PSG abandonou a construção ortodoxa da equipe para ter o capitão do Brasil e seu artilheiro deve aprender seu lugar

Se Edinson Cavani precisa de alguma informação sobre trocar farpas com Neymar sobre bater penalidades, ele só precisa pegar o telefone e ligar para Dorival Junior.

Ele era o técnico do Santos que, em setembro de 2010, ordenou que a sensação de 18 anos se afastasse da cobrança da falta que acabara de conseguir contra o atlético Goianiense em uma partida de alto nível no Brasil.

Algumas semanas antes, na final da Copa do Brasil, Neymar cobrou uma penalidade e teve a oportunidade de convertê-la. Ele fez uma cobrança inadequada, defendida pelo goleiro Lee, do Vitória.

Não houve dano muito duradouro, pois o Santos levou a taça de qualquer forma, com o jovem Neymar entre os artilheiros da final. No entanto, quando Neymar ganhou sua penalidade contra o Atlético, ele tentou pegar a bola e levar para a cobrança.

Dorival interviu e insistiu que o experiente atacante Marcel batesse. Neymar desencadeou uma série de abusos contra o seu técnico no banco e em direção ao capitão Edu Dracena, que tentava acalmá-lo.  

Edinson Cavani Neymar PSG
(Foto: Getty Images)

Marcel marcou, mas Neymar não comemorou, apesar de ter marcado na vitória por 4 a 2 do time da Vila Belmiro.

Ele se encolheu, jogando a garrafa de água em direção ao banco de reservas, enquanto a cobrança foi feita e virou as costas para o técnico. Ele passou os último minutos jogando como um pirralho mimado, driblando meio time do Goianiense, e não se esforçando quando era desarmado.

O técnico adversário Rene Simões comentou depois  que quase nunca viu alguém tão grosseiro como Neymar em toda a sua vida. "É hora de alguém educá-lo ou criaremos um monstro", advertiu ele.

Dorival, mesmo gostando do atacante - que já era considerado como uma das grandes esperanças do futeol brasileiro - pediu uma multa pesada ao jogador e o barrou por quinze dias.

Uma suspensão de duas semanas, no entanto, significaria que o prodígio ficaria de fora do clássico contra o Corinthians, e então presidente do clube, Luis Alvaro de Oliveira, interviu.

O clube tomou partido por Neymar e Dorival acabou sendo desarmado, sem cerimônia, por tentar domar ele. O monstro tinha sido muito desencadeado.  

Neymar aprendeu, então, que seu talento poderia desculpar qualquer quantidade de comportamento petulante e obter abono dos clubes que dependiam dele por resultados e renda.

Ele tem 25 anos agora, infinitamente mais rico e mais poderoso, e o PSG que o contratou terá que atender a todos os seus caprichos e fantasias que virá pela frente.

O camarim é repleto de brasileiros. Se você conferir a página de Neymar no Instagram, verá muitas imagens dele ao lado de Thiago Silva, Lucas Moura, Marquinhos e Daniel Alves.

Na verdade, foi o jogador que veio da Juventus que ajudou a roubar a bola de Cavani e a entregou para Neymar bater uma falta no fim de semana, o primeiro incidente no jogo contra o Lyon, que eventualmente levou a essa disputa nos parisienses.

Lionel Messi foi chefe no Barça, mas não há dúvida de quem é o chefe do Parque dos Príncipes.

É o Neymar. 

Neymar PSG Reveal 080517
(Foto: Getty Images)

Ele recebe mais dinheiro que não só mais que seus companheiros de equipe, mas mais também que todos os outros jogadores na partida.

O PSG não trouxe Neymar para simplesmente preencher um espaço na equipe. Ele foi trazido para transformar o clube, vencer a Champions League e colocar os parisienses em relevância internacional.

Uma das principais razões que ele trocou de clube foi sair da sombra de Messi. O Barça é o time de Messi e sempre será até ele se aposentar. Este é o time de Neymar. É a oportunidade dele ser a peça central, para ditar o ritmo do jogo no ataque, ser o número um.

Certamente, Edinson Cavani não pode ser alheio a isso? Se o PSG se contentasse com os resultados, Cavani poderia ser a peça central no ataque, então eles nunca teriam chamado Neymar e Mbappé em primeiro lugar.

Com Cavani, o PSG sem superestrelas conseguiu o segundo lugar na Ligue 1 e foi eliminado da maneira mais humilhante por Neymar e o Barcelona nas quartas de final da Champions League. 

Neymar
(Foto: Getty Images)

Cavani foi o coadjuvante de Zlatan Ibrahimovic por três longas temporadas, sendo apagado pelo trabalho do sueco. Se ele deve ter um futuro no PSG, precisará reverter esse papel rapidamente.

E se isso significa que Neymar terá as penalidades, ele terá as penalidades. De qualquer forma, o treinador Unai Emery tem que ter uma posição clara.

"O técnico tem que decidir ", disse Simões à Goal nesta semana. "Se ele decidiu que é Cavani, então Neymar é o culpado. Se ele escolheu Neymar, entao Cavani é o culpado. E se ele não escolher, ele é o culpado pelo o que aconteceu".

Não há dúvidas que o conflito atingiu a confiança de Cavani no jogo contra o Lyon, fazendo com que ele perdesse, mas a maneira mais fácil de evitar futuras disputas é desistir da luta.

Cavani nunca terá o mesmo tipo de respeito e atenção que Neymar, mesmo que ele seja o terceiro maior artilheiro da história do clube. 

"Eu acredito que alguém lhe prometeu que ele poderia ser o melhor do mundo (com o PSG)", disse Simões. "E o melhor do mundo faz igual ao Cristiano Ronaldo: bate o escanteio, cabeceia, bate pênalti, falta... faz tudo".

"O Messi, a mesma coisa. Devem ter prometido a ele que ele iria fazer de tudo".

O PSG abandonou todos os métodos razoáveis de construção de equipe para melhor satisfazer Neymar. Eles precisam ficar com isso se esse for o caminho que escolheram. Para que ele funcione, ele precisa ter certeza desse status. Ele não chegou à Ligue 1 para assistir Cavani insistir em bater as penalidades.

O futebol brasileiro pode ter criado um monstro, mas o dinheiro do PSG e sua insistência em colocar Neymar no pedestal, alimentou e ampliou isso.

Quanto mais cedo Cavani aprender que não se atravessa o chefe, melhor.


VEJA TAMBÉM:


Próximo artigo:
Real Madrid não vai pagar 40 milhões de euros a Cristiano Ronaldo
Próximo artigo:
Monstro Asensio foi despertado em Leganés
Próximo artigo:
Manchester City renova com Fernandinho
Próximo artigo:
Coutinho só tem duas opções de camisa no Barcelona
Próximo artigo:
Com desejo de sair do PSG, Cavani pode ter como destino a Juventus
Fechar