O fim de uma era: como ficaremos sem um clássico de Cristiano Ronaldo vs Messi?

CompartilharFechar Comentários
O astro português surpreendeu o futebol mundial ao deixar o Real Madrid, em uma transferência que irá privar os fãs de encontros com seu grande rival

O que é um herói sem um vilão? Seja lá qual for o seu time no grande clássico espanhol, ou mesmo se for neutro, uma coisa é certa: Real Madrid versus Barcelona não terá mais a mesma graça sem Cristiano Ronaldo contra Lionel Messi.

O jogador português e o argentino têm dominado o futebol moderno, vencendo as últimas dez Bolas de Ouro entre si e elevando seus níveis a um patamar muito maior. Enquanto há respeito fora de campo, também há o desespero de vencer um ao outro dentro dele.

No entanto, é uma batalha que claramente significa muito mais para o futebol e para os torcedores de seus respectivos clubes. Além do mais, já se tornou uma discussão cansativa sobre qual jogador é melhor.

Lionel Messi Cristiano Ronaldo Barcelona Real Madrid LaLiga 06052018
(Foto: Getty Images)

Dentro de campo é sempre fascinante ver o duelo entre os dois. Alguns anos atrás, durante o comando de Pep Guardiola no Barcelona, Messi e sua equipe tiveram os melhores resultados nos clássicos com os blancos, enquanto nestes últimos tempos o sucesso tem ido um pouco mais para o lado de Real e Cristiano.

É uma rivalidade única na história do futebol. Mesmo que comparem com Pelé e Maradona, eles não jogaram juntos na mesma época e nem um contra o outro. Já CR7 e Messi são os dois melhores jogadores do mundo de sua geração, representando dois grandes clubes e na mesma liga por nove anos.

Agora, com Neymar em outra equipe desde o começo do ano e Cristiano sendo oficialmente contratado pela Juventus, La Liga perdeu um pouco de sua qualidade de astros. Messi e Cristiano ainda podem se encontrar na Champions League, claro, ou no palco dos prêmios individuais, mas nada será como antes.

Cristiano Ronaldo Lionel Messi Ballon d'Or
(Foto: Getty Images)

“Foram nove anos únicos”, disse Cristiano Ronaldo em uma carta aberta aos fãs do Real Madrid nesta última terça-feira (10), após ser confirmada a sua mudança para a Juventus. “Foi uma época muito boa para mim, cheia de considerações, mas também difícil pois o Real Madrid é um time que exige uma alta demanda, mas eu nunca esquecerei de que eu aproveitei o futebol daqui de uma forma única”.

Em sua carta, obviamente, não houve nenhuma menção à Messi ou ao Barça. Mas Cristiano adorou enfrentar seu rival. Desde seus icônicos gestos de “calma” no Camp Nou, até a celebração com sua camisa imitando o argentino no Bernabéu, no seu título da Copa del Rey em 2011, empurrando Pep e muito mais. Cristiano sempre foi algo à parte nos clássicos.

CR7 é o primeiro a ir embora, e sua perda será muito sentida, não apenas no Clássico, mas toda vez em que o Real Madrid entrar em campo, e qualquer jogador que for substitui-lo. Na Juve, ele será outro capítulo cativante, mas sua saída deixa um grande buraco, e a próxima partida entre Real x barça será um tanto estranha. É realmente o fim de uma era.

Próximo artigo:
Benfica, Ajax e Estrela Vermelha seguem vivos na Champions League; Celtic cai
Próximo artigo:
O que esperar da estreia e da temporada de CR7 na Juventus?
Próximo artigo:
Copa Libertadores: primeira final única será em Santiago
Próximo artigo:
Disputa pela titularidade, Fla pressionado e título inesquecível: Marcelo Oliveira fala sobre sua vida no Grêmio!
Próximo artigo:
Chelsea empresta Bakayoko ao Milan
Fechar