Messi tem 43 motivos para sonhar em ser o Bola de Ouro

CompartilharFechar Comentários
Repassamos as vezes em que os jogadores receberam o prêmio sem terem sido campeões europeus

Cristiano Ronaldo é o grande favorito para ganhar, pela quinta vez em sua carreira, a Bola de Ouro. E quase todos os argumentos favorecem o português, que foi o grande nome do Real Madrid no bicampeonato consecutivo dos Blancos na Champions League.

Por isso, nomes como Lionel Messi e Neymar não são vistos com o favoritismo de antes. Tudo isso porque o Barcelona [onde Neymar jogou a edição passada do certame europeu] caiu nas quartas de final para a finalista Juventus – cujo goleiro Gianluigi Buffon também está entre os candidatos à Bola de Ouro.

Cristiano Ronaldo Ballon d'Or(Foto: Getty Images)

Mas Lionel Messi, principalmente, não precisa se desesperar: ao longo da história da premiação, que existe desde 1956, na maioria das vezes o jogador escolhido não foi campeão europeu na mesma temporada: em 60 edições da Bola de Ouro, foi algo que aconteceu 43 vezes.

Abaixo, confira em quais temporadas os jogadores premiados com a Bola de Ouro não conquistaram o máximo troféu europeu de clubes!

1956 - Stanley Matthews (Blackpool)
1960 - Luis Suárez (Barcelona)
1961 - Omar Sívori (Juventus)
1962 - Josef Masopust (Dukla Praga)
1963 - Lev Yashin (Dinamo Moscú)
1964 - Denis Law (Manchester United)
1965 - Eusebio (Benfica)
1966 - Bobby Charlton (Manchester United)
1967 - Florian Albert (Ferencvaros)
1970 - Gerd Müller (Bayern Múnich)
1972 - Franz Beckenbauer (Bayern Múnich)
1974 - Johan Cruyff (Barcelona)
1975 - Oleg Blojin (Dinamo Kiev)
1977 - Allan Simonsen (Borussia Mönchengladbach)
1978 - Kevin Keegan (Hamburgo)
1979 - Kevin Keegan (Hamburgo)
1980 - Karl-Heinz Rummenigge (Bayern Múnich)
1981 - Karl-Heinz Rummenigge (Bayern Múnich)
1982 - Paolo Rossi (Juventus)
1983 - Michel Platini (Juventus)
1986 - Igor Belánov (Dinamo Kiev)
1987 - Ruud Gullit (Milan)
1988 - Marco van Basten (Milan)
1990 - Lothar Matthäus (Inter)
1991 - Jean-Pierre Papin (Olympique Marsella)
1992 - Marco van Basten (Milan)
1993 - Roberto Baggio (Juventus)
1994 - Hristo Stoichkov (Barcelona)
1995 - George Weah (Milan) 
1996 - Matthias Sämmer (Borussia Dortmund)
1997 - Ronaldo (Inter)
1998 - Zinedine Zidane (Juventus)
1999 - Rivaldo (Barcelona)
2000 - Luis Figo (Real Madrid)
2001 - Michael Owen (Liverpool)
2002 - Ronaldo (Real Madrid)
2003 - Pavel Nedved (Juventus)
2004 - Andriy Shevchenko (Milan)
2005 - Ronaldinho (Barcelona)
2006 - Fabio Cannavaro (Real Madrid)
2010 - Lionel Messi (Barcelona)
2012 - Lionel Messi (Barcelona)
2013 - Cristiano Ronaldo (Real Madrid)

Próximo artigo:
Mercado da bola: os principais rumores de Corinthians, São Paulo, Flamengo e os grandes clubes do Brasil
Próximo artigo:
Fàbregas: Messi seria o melhor da Premier League
Próximo artigo:
Top 3! Os melhores brasileiros no fim de semana do futebol europeu
Próximo artigo:
Resumo dos Estaduais: Fla campeão, Gabigol decide San-São, Galo volta a vencer e Grêmio fica na lanterna
Próximo artigo:
Barcelona já está em Londres para enfrentar o Chelsea
Fechar