Mano Menezes reclama da arbitragem: "meio estranho"

CompartilharFechar Comentários
Cruzeiro teve dois pênaltis não marcados no empate com o Vasco em 1 a 1

Mano Menezes não gostou do empate com o Vasco em 1 a 1 na noite desta quarta-feira (6) no Mineirão. Após o apito final, o técnico se mostrou indignado com o árbitro Luiz Flávio de Oliveira, que deixou de marcar dois pênaltis à favor da equipe da casa.

"Acho que na outra vez que o Vasco veio, ele segurou a gente. Hoje, seguraram a gente. Não tiveram nem classe para fazer. Se quisessem fazer, que tivessem competência para fazer. Todos viram. Eu não gosto de falar de arbitragem. Porque eu sou o chorão sempre.", disse.

"A gente admite erros, porque eles acontecem e a nosso favor também. Mas acho que hoje não foram erros. Tínhamos que passar por cima de mais coisas hoje. Faltou um pouquinho para passar por cima de tudo", acrescentou antes de admitir que a Raposa merecia os três pontos.

"Não gosto de falar sobre o adversário. Ele tem o direito de pensar o que tem que fazer. Se estivesse do lado de lá, faria o mesmo. Tudo tem sua hora e seu tempo no futebol. O Cruzeiro mereceu porque aconteceu o gol e mais dois lances de penalidade não marcados. Poderíamos ter vencido com mérito, uma vitória de virada, bem construída. O mérito que estão vendo do lado de lá, poderia não estar sendo discutido", concluiu.

Com o empate, o Cruzeiro caiu para a quarta posição, com 17 pontos.

 

 

Próximo artigo:
Agente de Usain Bolt minimiza chance no futebol australiano
Próximo artigo:
Fluminense arranca empate contra o Vasco, e Cruzeiro passa pelo América-MG
Próximo artigo:
Corinthians anuncia contratação de Douglas, ex-Fluminense
Próximo artigo:
Santos 1 x 1 Palmeiras: Em jogo movimentado no Pacaembu, Peixe e Verdão ficam no empate
Próximo artigo:
Neymar brinca com memes da internet, elogia Mbappé e garante que segue no PSG
Fechar

Utilizamos cookies para proporcionar-lhe uma melhor experiência online. Se continuar navegando em nosso site, consideramos que está de acordo com a nossa política de privacidade.

Exibir mais Aceitar