Hierro concede primeira entrevista como treinador da Espanha: “é mudar o mínimo possível”

CompartilharFechar Comentários
O ex-jogador deixou de lado o papel de dirigente para assumir a vaga de técnico em meio à crise espanhola

Fernando Hierro concedeu, na tarde desta quarta-feira (13), a sua primeira entrevista como treinador da Espanha.

O ex-jogador, que teve participação nos bastidores de conquistas como a Euro 2008 e o Mundial de 2010, assumiu o lugar de Julen Lopetegui, demitido por não ter deixado claro para a Federação Espanhola que estava acertando com o Real Madrid.

Passando confiança e deixando claro que também tem o apoio dos jogadores, com os quais já trabalhou nos últimos anos, Hierro não quis falar sobre a conduta do Real Madrid, explicou que se despediu de Lopetegui de forma amigável e que não deverá fazer grandes mudanças no estilo de jogo da equipe.

“Eu conheço as circunstâncias, o trabalho de Julen foi fantástico. Eu o desejo o melhor. Sei quais jogadores nós temos. Vamos enfrentar isso com valentia, foi uma decisão rápida. Eu poderia dizer que não, ir embora ou encarar. Eu não poderia dizer não, não me perdoaria”, disse.

“Não é possível trocar dois anos de trabalho em dois dias. Uma grande parte da comissão técnica segue conosco. Precisamos ser inteligentes, eu estive presente no dia a dia. Queremos que eles [jogadores] sejam os mesmos, aqueles da classificação fantástica. A chave é mudar o mínimo possível.  Precisamos competir nestes três desafios, não há outro objetivo. Eu gostaria que minha equipe jogasse bem, tivesse a bola e fizesse três ou quatro gols... competir”.

“Não pensamos outra coisa que não seja fazer um grande Mundial. Eu tenho a experiência de só um ano como treinador principal, um de auxiliar e 30 vividos no futebol”.


LOPETEGUI E BRINCADEIRA SOBRE ZIDANE


Hierro Spagna PS

“Era uma questão de lidar com uma realidade. Tivemos conversa de amigos, conversamos e nos despedimos”, sobre a postura do Real Madrid, Hierro não quis responder e garantiu trabalho duro para os torcedores.

Por fim, Hierro brincou sobre a possibilidade de Zidane treinar a Espanha futuramente: “Tomara, eu o contrataria agora”.

Próximo artigo:
Roma confirma a contratação de Javier Pastore
Próximo artigo:
Xhaka e Shaqiri são punidos pela FIFA mas encaram a Costa Rica
Próximo artigo:
Contra a Sérvia, Brasil luta para manter escrita de se classificar em primeiro desde 1982
Próximo artigo:
Suárez comanda o Uruguai a mais um vitória e fica a um gol de igualar marca histórica
Próximo artigo:
Portugal x Irã: números, mapas de calor e pranchetas completas
Fechar